Hamilton: «A pista estava fantástica»

Britânico vence GP Japão

• Foto: Reuters

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) ficou este domingo mais perto de conquistar o seu quarto título mundial de Fórmula 1, ao vencer o Grande Prémio do Japão e ver o seu principal perseguidor desistir.

Estavam decorridas apenas cinco voltas da 16.ª prova do Mundial quando Sebastian Vettel foi forçado a desistir, devido a problemas de potência no seu monolugar, deixando caminho aberto para Hamilton, que tem agora 59 pontos de avanço sobre o alemão da Ferrari, quando estão 100 por disputar.

"É obviamente uma pena que nas duas últimas corridas tenhamos tido problemas de fiabilidade. Mas às vezes acontece isso. Claro que magoa, estamos todos desapontados", afirmou Vettel, que no último Grande Prémio tinha partido da última posição da grelha, recuperando até ao quarto posto.

Apesar da pressão do holandês Max Verstappen (Red Bull), Hamilton conseguiu segurar o triunfo e pode mesmo festejar o título no Grande Prémio dos Estados Unidos, a 22 de outubro, caso faça mais 17 pontos do que Vettel.

O britânico, que saiu da 'pole position', precisou de 1:27.31,194 horas para cumprir as 53 voltas ao circuito de Suzuka, menos 1,211 segundos do que Verstappen e menos 9,679 do que o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull).

"A pista estava fantástica hoje e a equipa fez um trabalho fantástico hoje. Max [Verstappen] fez uma corrida fantástica. Obviamente não foi fácil para nós", referiu Hamilton.

Apesar de ter conseguido rapidamente uma vantagem de quatro para Verstappen, Hamilton viu o holandês aproximar-se e estar a menos de um segundo já na última volta.

"Consegui mantê-lo atrás de mim, mas ele aproximou-se muito. Tivemos um pouco de tráfico [carros atrasados], mas foi muito apertado no final", afirmou.

Com este triunfo, Hamilton passou a somar 306 pontos, mais 59 do que Vettel e 72 do que o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes), que foi quarto em Suzuka.

Antes da mudança para a Renault, o espanhol Carlos Sainz, nono do Mundial, teve uma despedida inglória da Red Bull, ao despistar-se e desistir logo na segunda volta.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.