Hamilton 'encosta' Manchester City no que toca a patrocinadores

Piloto 'veste' 128,1 milhões em patrocínios; equipa de Bernardo Silva enverga 'apenas' 109 milhões

Quarto vezes campeão do Mundo, a última das quais em 2017, Lewis Hamilton é uma figura incontornável no desporto mundial. Por isso é apetecível para as marcas e a Mercedes beneficia, e muito, com isso... 

Os milhões que Hamilton veste em patrocínios
Os fatos que os pilotos da Mercedes vão usar este ano no Mundial de Fórmula 1 estão pejados de publicidade; segundo avança a imprensa inglesa o valor anual dos 12 patrocínios estampados no equipamento ascende a 128,1 milhões de euros. Muito mais do que auferem a maioria das equipas de futebol. Na próxima época o Manchester City, por exemplo, contará com três patrocinadores - Puma (com quem já terão um novo contrato de 51,7 milhões, deixando a Nike), Etihad e Nexen - que lhe rendem 'apenas' 109 milhões... Uma diferença de 19,1 milhões de euros.

Bose, Tommy Hilfiger, Monster Energy, UBS, Qualcomm, Epson, IWC Schaffhausen e Wihuri são as empresas que pagam, e bem, para ter um pequeno 'selo' no fatos dos pilotos. Hamilton tem ainda contratos extracompetição com a Tommy Hilfiger, Puma, Bose and Monster Energy, que lhe colocam na conta bancária mais 11,5 milhões de euros.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.