Liberty quer evitar abandono da Ferrari... mas não pode ser a qualquer custo

Ross Brawn e a delicada gestão das alterações na divisão dos prémios das equipas

Brawn, que trabalhou na Ferrari, é agora diretor da empresa que detém os direitos comerciais da F1
• Foto: Getty Images

A Ferrari não se identifica com o caminho que a Liberty Media pretende seguir a partir de 2021, altura em que o novo detentor dos direitos comerciais da competição pretende fazer uma revolução nos regulamentos, e ameaça abandonar. Não é a primeira vez que os italianos procedem desta forma, mas no passado era outro homem que mandava em Maranello, Luca di Montezemolo, e o interlocutor era também outro, Bernie Ecclestone.

Sergio Marchionne tem dado outros sinais, sobretudo a nível interno onde impôs uma restruturação que levou a um significativo corte de custos, o qual implicou saídas de alguns engenheiros importantes. E o presidente da Ferrari tem pela frente a Liberty Media e não Ecclestone.

Ross Brawn, diretor desportivo da empresa norte-americana, já trabalhou na escuderia italiana. Foi o engenheiro britânico que enquanto diretor técnico formou um trio vitorioso com Jan Todt na direção desportiva e Michael Schumacher no volante, entre 1997 e 2006.

E agora insiste que tudo vai fazer de tudo a que a Ferrari continue na F1, onde é a única equipa que está desde a primeira temporada. Mas não pode ser a qualquer custo. O principal problema tem que ver com as alterações na divisão dos prémios das equipas, que já sofreu um corte de cinco por cento.

"Trabalhei com a Ferrari há dez anos e ainda tenho aquela equipa no coração. A Ferrari é um ícone da F1 e espero que possamos encontrar uma solução que sirva para todos. Um desporto bom só é bom quando é bom para todos. Não queremos que a Ferrari abandone", afirmou Brawn em declarações à revista alemã 'Auto Motor und Sport'.

"O desporto deve ser justo para todos, incluindo para a Ferrari. Sim, é verdade que a Ferrari tem direito de veto mas pelo que sei pouca vezes o usaram", assinalou ainda o engenheiro de 63 anos, esperançado numa solução.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.