Record

McLaren P1 de antigo campeão do mundo de F1 à venda por 1,8 milhões

Jenson Button diz que não tem tempo para... conduzir

Jenson Button, campeão do mundo de Fórmula 1 em 2009, ao volante de um Brawn, está a vender o seu McLaren P1, um dos hiperdesportivos mais radicais da actualidade, porque não tem tempo para o conduzir.

É o próprio Button, numa publicação na sua conta de Instagram, que esclarece o motivo pelo qual colocou este McLaren à venda: "Decidi vender o meu McLaren P1 para que alguém tenha oportunidade de disfrutar dele mais do que eu consigo. É uma decisão difícil, mas a partir do momento em que decidi mudar-me para os EUA deixei de ter qualquer possibilidade de conduzir regularmente esta máquina. A última vez foi, aliás, quando fui a Silverstone, no passado mês de Agosto, para a corrida do WEC".

Abdicar de um "monstro" como o McLaren P1 não é fácil, afinal a fabricante de Woking só produziu 375 exemplares, mas a marca britânica vai continuar representada na garagem de Button, já que quando o britânico se mudou para os "States" recebeu de imediato um McLaren 675LT com um esquema de cores semelhante ao "seu" P1.

À venda no concessionário "Steve Hurn Cars" por 1,6 milhões de libras, o equivalente a 1,8 milhões de euros, este McLaren P1 conta com um acabamento exterior na cor Cinza Grauschwartz e com o "Pack Stealth". Tem travões carbocerâmicos, pinças de travões amarelas, jantes em liga leve forjadas e vários apontamentos em fibra de carbono.

No interior destaca-se igualmente o carbono, que contrasta com os revestimentos em Alcantara e com as costuras amarelas. Button encomendou este P1 com um sistema de som premium da Meridian, sistema de localização e claro, o opcional "MSO Track Mode 2" que garante um modo de corrida.

Com apenas 887 quilómetros feitos até ao momento, este McLaren P1 é alimentado por um sistema propulsor híbrido que resulta da combinação de um motor V8 a gasolina com um motor eléctrico. Tudo junto, este P1 tem uma potência combinada de 916 cv de 720 Nm de binário, números que lhe permitem acelerar dos 0 aos 100 km/h em 2,8 segundos e chegar aos 350 km/h de velocidade máxima.

Perder um McLaren P1 é um enorme desfalque para qualquer colecção, mas a de Button vai continuar bem "recheada" com modelos como um Honda NSX, um Nissan GT-R, um Bugatti Veyron e um Ferrari Enzo.



Autor: Aquela Máquina
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

M