Mercedes conseguiu (finalmente) retirar roda que originou desistência de Bottas no Mónaco

Foi preciso levar o W12 até à fábrica para resolver o problema...

• Foto: Reuters

Valtteri Bottas viu-se forçado a desistir no Grande Prémio do Mónaco, no último domingo, após uma paragem nas boxes que correu francamente mal. O piloto finlandês da Mercedes seguia no 2º lugar, atrás de Max Verstappen (Red Bull) - que viria a ganhar a corrida - e na 31.ª das 78 voltas ao traçado de Monte Carlo parou para efetuar uma troca de pneus.

Só que a porca da roda dianteira direita ficou remoída, não saiu e os mecânicos não completaram a sua tarefa. Após alguma insistência para desapertar a roda, a Mercedes pediu a Bottas para desligar o carro e ficava assim consumada a desistência.

A dificuldade para retirar a roda foi tão grande que o problema só ficou resolvido... esta quinta-feira. A Mercedes já havia informado que o carro teria de ser levado à fábrica da equipa em Brackley (Inglaterra) e, num vídeo - que pode ver mais abaixo - divulgado nas redes sociais, a escuderia alemã deu a conhecer o processo que permitiu retirar a peça que provocou a desistência de Bottas. 

A paragem na boxe que ditou a desistência de Bottas:







O momento da resolução do problema: 

Por André Antunes Pereira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.