Os milhões que Hamilton exige para renovar pela Mercedes

Britânico quer superar Vettel e voltar a ser o piloto mais bem pago do Mundo

• Foto: Reuters

A novela em torno da renovação de contrato de Lewis Hamilton com a Mercedes podia ter um desfecho este fim-de-semana, no GP Mónaco, mas contrariamente ao que sucedeu há três anos (quando a marca oficializou o prolongamento do vínculo com o britânico no Principado) parece que ainda não é desta. O atual campeão do Mundo não se mostra disposto a ceder nas negociações pois quer voltar a ser o piloto mais bem pago do Mundo, posição atualmente 'ocupada' por Sebastien Vettel, na Ferrari.

Toto Wolff, diretor executivo da Mercedes, garante que "as negociações estão bem avançadas". Em jeito de brincadeira, quando lhe perguntaram na conferência de imprensa por que razão ainda não tinha renovado, Hamilton disse que estava a ser "vetado" por Vettel.

O alemão da Ferrari respondeu-lhe que não se importava de pilotar com ele, mas afiançou ter "uma grande relação com Kimi Raikkonen, o outro piloto da escuderia italiana.

Em 2015, aquando da última renovação, Hamilton ficou a ganhar pouco mais de 29 milhões de euros anuais, mas agora quer superar os 34 milhões. Vettel renovou com a Ferrari no final do ano passado e superou-o na qualidade de piloto mais bem pago da grelha, passando a receber quase 31 milhões de euros por ano, mesmo nunca tendo sido campeão pela escuderia transalpina.

Hamilton quer também receber numa comissão pela chegada da Tommy Hilfiger como patrocinador da Mercedes em 2017. O piloto britânico, de 33 anos, já era apoiado pela marca ao nível pessoal e considera que o acordo com a Mercedes só se fez por sua causa...

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.