Portugal na mira

Um Grande Prémio em Portimão começa a ser hipótese alternativa para o Mundial deste ano

• Foto: André Cravinho

O adiamento ou suspensão dos dez primeiros Grandes Prémios da presente época, que ainda não arrancou, está a causar grandes prejuízos à F1, pelo que existe a possibilidade de se realizarem corridas alternativas dentro do atual Mundial. Quer isto dizer que Portugal está na mira dos dirigentes, havendo a possibilidade de a F1 regressar ao País quando a caravana logística do Grande Circo se fixar na Europa.

"O nosso objetivo é lançar a temporada no fim de semana de 4 e 5 de julho na Áustria. Vamos avançar com uma programação de corridas europeias adicionais até ao início de setembro", revelou o patrão da F1, o norte-americano Chase Carey. Das pistas alternativas que estão a ser tomadas em linha de conta como recurso, estão o Autódromo Internacional do Algarve (Circuito de Portimão), Hockenheim (Alemanha) e Imola (Itália).

Recorde-se que a realização de Grandes Prémios de F1 em Portugal tem tradição, depois do seu início em 1958 no Circuito Urbano da Boavista (Porto). Em 1959 passou pelo Circuito de Monsanto (Lisboa). Seguiu-se um interregno após 1960, com o regresso em 1984, desta vez no Autódromo do Estoril. Alan Prost e Ayrton Senna foram alguns dos vencedores, assim como Jacques Villeneuve, em 1996. A Fórmula 1 não regressaria a Portugal por razões económicas.

Por Alexandre Reis
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0