Regresso da Fórmula 1 está em marcha

Nova calendarização do Mundial (em estudo) agrada às equipas: início apontado para julho

• Foto: Reuters

Há luz ao fundo do túnel. Os responsáveis pela organização do Mundial de Fórmula 1 têm tentado encontrar soluções para a temporada finalmente ter início, depois de a pandemia ter colocado em suspenso praticamente todos os desportos por todo o planeta, e eis que um novo calendário foi apresentado às equipas, que se mostraram satisfeitas, dentro do possível, com a possibilidade de voltarem ao asfalto em julho, na Áustria. Sendo que os governos locais terão sempre de aceitar as condições.

Numa fase em que várias equipas atravessam dificuldades financeiras, é urgente regressar à competição. E, segundo a nova calendarização proposta, confirma-se que o Mundial teria de ser encurtado, com três nações países europeias a receberem Grandes Prémios consecutivos (Áustria, Grã-Bretanha e Hungria), de forma a permitir o avanço mais rápido no calendário e, sobretudo, diminuir a complexa logística dos protocolos de segurança. "A saúde de todos os envolvidos continuarão a ser a primeira prioridade, e só avançaremos se tivermos a certeza de que temos procedimentos fiáveis para lidar com riscos e possíveis problemas", garantiu Chase Carey, o CEO pela Fórmula 1, excluindo a hipótese de haver público, pelo menos nas primeiras corridas, admitindo que a situação da porta fechada terá sempre de estar em avaliação.

Já o diretor Ross Brawn está otimista: "Vamos ter de tomar medidas extraordinárias. Fazer Grandes Prémios no mesmo circuito é uma delas e até pode ser bem atrativo", comentou.

Com discurso realista, Jean Todt, presidente da FIA, deixou um aviso. "Muitas equipas terão fortes impactos financeiros e poderão ser obrigadas a parar. Oxalá consigam manter-se na Fórmula 1", desejou.

Por Diogo Jesus e Alexandre Reis
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0