Renault promete ser "feroz"

Equipa francesa apresenta R.S. 17 e aponta ao top 5 no Mundial de construtores deste ano

• Foto: Reuters

Depois de um ano complicado, em que regressou à F1 após comprar uma escuderia falida (Lotus), acabando o Mundial com apenas 8 pontos, a Renault apresenta-se para 2017 com grande determinação, numa época que trará grandes desafios a todas as equipas, mercê das alterações regulamentares. Em Londres, a equipa francesa mostrou ontem ao Mundo o R.S. 17 (assim se chama o carro) com que conta atingir o top 5 na classificação de construtores.

Tratar-se-á de um objetivo demasiado ambicioso? O presidente da Renault Sport Racing, Jérôme Stoll, considera que não. "Fizemos um grande investimento, contratámos muita gente e reorganizámos completamente a companhia. Contrariamente ao que aconteceu no ano passado, temos um carro 100 por cento construído por nós e vamos ser ‘ferozes’. A Renault apresenta-se com novos parceiros, bons pilotos e, como tal, aponta ao top 5 final", considerou, perentório, aquele responsável.

Os franceses estão empolgados com o seu monolugar – construído "a partir de uma folha branca"... –, que este ano surge com um motor equipado com um sistema de recuperação de energia (ERS) de segunda geração e que é o orgulho do construtor gaulês. Além da ‘casa mãe’ este motor (R.E. 17) vai ainda equipar a Toro Rosso e a Red Bull.

O carro, construído segundo os novos regulamentos – é maior, tem pneus mais largos, é mais robusto e mais veloz – foi naturalmente o centro das atenções na apresentação ontem em Londres, que naturalmente contou com a presença dos pilotos, o britânico Jolyon Palmer, de 26 anos, que transita da época passada, e o alemão Nico Hulkenberg, a ‘estrela’ da Renault em 2017. A equipa viu sair Kevin Magnussen e contratou o piloto germânico, de 29 anos, que na temporada transata correu na Force India e que tem já no currículo 6 temporadas na F1. "Este ano é como se fosse o nosso ano de fundação. Em 2016 tivemos um carro construído num curto espaço de tempo; agora trabalhámos com calma, de forma integrada e vamos certamente ter grandes progressos", sublinhou Cyril Abiteboul, diretor geral da equipa. A Renault apresentou ainda Alain Prost como consultor e oficializou Sergey Sirotkin como piloto de reserva.

Por Isabel Dantas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.