Sainz e o despiste de Tsunoda: «Ia a 330 km/hora. Não tinha tempo de reagir»

Espanhol da Ferrari acabou por derrapar à entrada da curva 3, durante a Q3, depois de ver o carro da AlphaTauri parado

• Foto: Action Images

Carlos Sainz procurava este sábado garantir um lugar nas três primeiras posições da grelha de partida para o Grande Prémio do Azerbaijão, em Baku, mas um acidente na curva 3, na Q3, acabou por deitar por terra a tentativa do espanhol em 'colar-se' ao seu companheiro de equipa, Charles Leclerc, que garantiu hoje a nona 'pole position' da carreira - segunda consecutiva.

Em declarações ao 'AS', o espanhol da Ferrari explicou o que se sucedeu em pista e como o despiste do 'rookie' Yuki Tsunoda (AlphaTauri) acabou por condicionar toda a sua prestação.

"Quando vi, já não tinha tempo de reagir. Eu ia a 330 km/hora e tinha a dúvida se ele tinha realmente batido ou não. Quando travei, vi que ele tinha batido e não pude fazer mais do que pisar os travões e o carro acabou por ir. É o que é", começou por dizer Carlos Sainz, que terminou a fase de qualificação com o quinto melhor tempo (1:41.576).

"Faltou-me algum recuo na Q3 para conseguir fechar a 'pole' logo na primeira tentativa e eu estava à procura do segundo lugar. Mas mais uma vez, um carro à minha frente acaba por despistar-se e eu não consegui completar a minha volta. Podes imaginar que não estou nada contente", terminou.

Por Sérgio Magalhães
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.