Verstappen ofereceu aula de surf com Mick Fanning a Pierre Gasly

Antes mesmo de entrar na água, Gasly confessou que uma coisa é andar a 350 km/h num F1, outra é apanhar ondas com uma prancha

Pierre Gasly, piloto da Red Bull Racing, aproveitou a estadia na Austrália, para o Grande Prémio deste fim-de-semana (o primeiro da temporada de 2019 da F1), para receber uma aula de surf de Mick Fanning, surfista australiano que venceu o campeonato do mundo da World Surf League (WSL) por três ocasiões (2007, 2009 e 2013).

A viagem entre Melbourne, a cidade que recebe o GP da Austrália, e Torquay Beach foi feita num Aston Martin Vantage decorado com as cores da equipa do touro e com as pranchas de surf no tejadilho (quem disse que um surfista não pode ir para a praia num superdesportivo?).

Antes mesmo de entrar na água, Gasly confessou que uma coisa é andar a 350 km/h num F1, outra (bem diferente) é apanhar ondas com uma prancha: "Eu não sou bom a surfar". Por isso, quem melhor que Mick Fanning, que no final do ano passado se retirou do circuito mundial de surf, para lhe dar umas dicas?

Escusado será dizer que ao fim de alguns minutos, e com os ensinamentos do australiano, Gasly já estava em cima da prancha a deslizar pelas ondas de Torquay Beach, mas não se livrou de umas quedas aparatosas nas primeiras ondas que tentou apanhar.

"Foi muito difícil, mas consegui manter-me em pé a maioria do tempo. Foi muito bom, o Mick deu algum equilíbrio extra. Foi fantástico", confessou o francês que no final da temporada deixou a Toro Rosso para ser "promovido" à Red Bull Racing.

Por esta altura deve estar a perguntar porque Max Verstappen também não foi mostrar os seus dotes de surfista. Bem, a Red Bull Racing garante que esta foi uma aula organizada pelo holandês como presente de boas-vindas para o holandês, e nós queremos acreditar nisso.

Certo é que a dupla de pilotos está mais do que preparada para entrar em cena no Grande Prémio de Austrália, prova que marca o início de uma temporada de mudanças no seio da Red Bull Racing. É que além da saída de Daniel Ricciardo para a Renault Sport F1, a equipa liderada por Christian Horner também vai contar com um novo fornecedor de motores, a Honda.

Autor: Aquela Máquina

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.