Vettel disse a alto dirigente da FIA para se ir "f....." e arrisca suspensão

GP do México para esquecer para o alemão da Ferrai

• Foto: Getty Images

O GP do México correu da pior maneira a Sebastian Vettel. O piloto da Ferrari ainda comemorou o terceiro lugar – atrás dos Mercedes de Lewis Hamilton e Nico Rosberg -, mas acabou penalizado em 10 segundos por condução perigosa e errática, caindo para 5.º, atrás dos Red Bull-TAG Heuer de Daniel Ricciardo e Max Verstappen, com quem manteve os duelos que ajudaram a escrever a sua triste história, a qual fica ainda marcada por um insulto gratuito a Charlie Whiting, decano director de corrida e comissário chefe da FIA.

O alemão começou por se mostrar irritado por Verstappen ter cortado uma chicane, ganhando vantagem com isso, depois seguiu-se novo palavrão, por o holandês da red Bull não o deixar passar, e finalmente o insulto a Whiting: "Sabem que mais? Aqui vai uma mensagem para o Charlie: Vai-te f…, sinceramente, vai-te f…". Quem seguiu a transmissão televisiva ouviu tudo o que foi dito entre o alemão e as boxes da Ferrari, onde o diretor desportivo Maurizio Arrivabene teve de intervir colocando ponto final na conversa.

Mas a novela mexicana ameaça continuar e pode acabar mal para Vettel, pois os regulamentos prevêm sanções duras para o uso de linguagem inapropriada que possa ferir a imagem da competição: o alemão arrisca ser impedido de competir no GP do Brasil, que tem lugar entre 11 e 13 de novembro.

Por António Espanhol
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas