Argentina quer renovar licença para Mundial

País recebe este fim de semana 2.º GP da temporada

• Foto: Reuters

O ministro do Turismo da Argentina, Gustavo Santos, anunciou na quarta-feira a intenção do país em renovar a licença para continuar a acolher uma prova do Mundial de motociclismo de velocidade.

A quatro dias do Grande Prémio Motul da Argentina, segunda prova do Mundial de 2016, no circuito das termas de Rio Hondo, Gustavo Santos garantiu que o país quer continuar vinculado à competição.

"A Argentina pretende conservar o MotoGP", insistiu o governante, lembrando que as corridas de 2014 e 2015 geraram receitas superiores a 100 milhões de dólares (cerca de 88 milhões de euros).

Na apresentação oficial do Grande Prémio da Argentina, o ministro salientou que as provas internacionais de deporto motorizado são uma boa rampa de lançamento para a promoção turística do país.

"Segundo a Organização Mundial de Turismo, o turismo desportivo continua a crescer na Argentina. Queremos manter o MotoGP, o Dakar, o WTCC e o MotoCrosse", assegurou Gustavo Santos.

O Grande Prémio da Argentina é a segunda prova do Mundial de 2016 e contará com a presença do português Miguel Oliveira, este ano a estrear-se na categoria Moto2, ao serviço da equipa Leopard Racing (Kalex).

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Motociclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.