Miguel Oliveira «Quinto lugar foi positivo»

Piloto português teve alguns problemas com a moto no GP Qatar de Moto2

Miguel Oliveira traçou como meta para o GP Qatar deste domingo uma presença no pódio, mas acabou a prova de abertura do Mundial de Moto2 em quinto. Um resultado que considera positivo, embora não deixe de lamentar alguns problemas na moto.

"Foi um fim de semana complicado, estivemos sempre dentro do top 5, o que foi positivo, mas na corrida acabámos por sofrer muito com a parte traseira da moto. Não estava à espera que a moto deslizasse tanto como deslizou. Estou desapontado com isso porque se tivéssemos uma melhor aderência atrás conseguiríamos, sem dúvida, estar com os pilotos da frente. É algo a trabalhar e agora temos duas semanas para pensar na corrida que fizemos e voltar mais fortes na Argentina", considerou o piloto da Red Bull KTM Ajo, à sua assessoria de imprensa.
  
"O objetivo (para a Argentina) é poder melhorar esta parte que nos falta na moto. A combinação de pneus muito duros e a descida da temperatura fez-nos ir perdendo aderência; ainda assim, terminar em 5º lugar foi positivo e é um começo sólido deste longo campeonato", finalizou.


Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Motociclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.