Miguel Oliveira: «Sinto-me mais rápido»

Português começa a ultrapassar barreiras

A evoluir de forma clara no Moto2, Miguel Oliveira é hoje um piloto mais confiante. Os resultados estão à vista: depois do 11º lugar conquistado no primeiro Grande Prémio do ano, no Qatar, alcançou na última corrida o seu melhor resultado de sempre no campeonato de Moto2, ao ser 9º em França. Progresso notório, depois de duas desistências - Américas e Espanha - e um resultado importante para as suas aspirações.

"Comecei o campeonato com alguma falta de confiança, fruto da fratura que sofri nos meus dois dedos durante a pré-temporada. Comecei um pouco morno mas estou a começar a ter mais confiança com a moto e isso vai ajudar-me", garantiu a Record o piloto de 21 anos. "Neste momento preciso de terminar corridas e trazer pontos e se possível pontuar dentro dos dez primeiros, que é o meu grande objetivo", frisou.

A verdade é que desde o início do campeonato que Miguel sabia das dificuldades que ia encontrar. Contudo, da teoria à prática... vai um grande passo. "Entrei num ano muito competitivo. Todos os pilotos estão a andar muito rápido e não está a ser fácil destacar-me", confessou. "A adaptação demorou, mas agora sinto-me mais rápido e passei de vigésimo para o top 10. E o objetivo é melhorar a partir daí", explicou-nos, sorridente.

MotoGP? Só com vitórias

O sonho de chegar ao MotoGP, esse, continua na mente do piloto da Leopard. No entanto, Miguel não quer saltar etapas e prefere pensar corrida a corrida. "Vai depender inteiramente dos resultados obtidos no Moto2", esclareceu. "Por isso, tenho de ganhar corridas", conclui o piloto que está de partida para o GP de Itália.

Por Alexandra Beny
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Motociclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.