Valentino Rossi quer recuperar onde tudo começou

Obteve o 1º pódio há 20 anos na Áustria, onde espera encurtar caminho para Márquez

• Foto: Reuters

É num circuito de boas recordações que Valentino Rossi pretende iniciar a recuperação de modo a encurtar a diferença que o separa do líder do Mundial. Neste momento, são 59 pontos que tem de atraso para o espanhol Marc Márquez, quando este fim de semana se inicia a segunda metade da competição.

Foi em 1996, no Grande Prémio da Áustria, que Rossi conquistou o seu primeiro pódio (3º lugar), na categoria mais baixa, a atual Moto3. Tinha 17 anos; hoje tem 37. "O circuito é o mesmo dessa altura, só que com um asfalto diferente", disse ontem o piloto da Yahama quando questionado sobre o que recordava. "Tenho muito boas lembranças. Foi o meu primeiro pódio. Já em 1997, não tenho boas recordações, porque Ueba [Noboru] ganhou-me por quatro milésimas."

Quanto ao essencial, Valentino Rossi está ciente de que, apesar de ainda faltarem muitas provas, ‘apanhar’ Márquez na liderança é tarefa complicada, mas diz que não vai baixar os braços. "A distância entre os dois é grande. Nas últimas provas perdi muitos pontos e temos de estar sempre na luta pelo pódio", frisou. "A diferença é quase irrecuperável, mas vou concentrar-me nas nove provas que faltam e tentar obter mais pontos que na primeira parte do Mundial."

Diferenças

Num comparação entre os três primeiros do Mundial, Rossi é o que tem menos vitórias, duas, contra três de Márquez e outras tantas do colega de equipa, Jorge Lorenzo. Mas é o que tem mais provas sem pontuar: três, contra duas de Lorenzo e nenhuma de Márquez, que tem sido efetivamente o piloto mais consistente, que o levam a ter 48 pontos de avanço para o compatriota.

Um colchão que não descansa o líder

Marc Márquez está satisfeito com a vantagem que tem no Mundial, mas diz que não vai dormir sobre ela. "Tranquiliza ter este colchão, mas em duas corridas podemos deitar tudo a perder. Tentaremos, por isso, aumentar a vantagem", frisou o espanhol da Honda, a caminho do seu terceiro título mundial no MotoGP, depois dos conquistados em 2013 e 2014. O ano passado, foi 3º, e apesar de ter ficado da luta pelo título, foi protagonista de uma acesa polémica com Valentino Rossi.

Por Ana Paula Marques
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Motociclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.