Aprilia completa 'paddock' do MotoGP até 2026

Dorna dá conta do prolongamento por cinco anos do contrato com o fabricante italiano, que conta com o espanhol Aleix Espargaró

• Foto: Reuters

A Aprilia vai continuar a competir no Mundial de MotoGP até 2026, anunciou esta quinta-feira a Dorna, organizadora do campeonato de motociclismo de velocidade, que já tinha acordado a permanência dos outros cinco fabricantes nas próximas cinco temporadas.

Em comunicado, a Dorna dá conta do prolongamento por cinco anos do contrato com o fabricante italiano, que conta com o espanhol Aleix Espargaró, atual sexto classificado no campeonato, e o italiano Lorenzo Savadori.

A partir de 2022, a Aprilia, a formação europeia com mais vitórias em corridas das várias categorias dos Mundiais de motociclismo, vai alinhar no MotoGP como equipa de fábrica, na sequência do fim do acordo com a Gresini Racing, que acompanhava os italianos desde 2015.

"Estou, obviamente, feliz com este acordo. A partir da próxima temporada, vamos participar oficialmente como fabricantes. Isso abre novas e esperançosas oportunidades, mas também mais responsabilidades. É um passo natural que estamos a dar no momento em que começamos a ver os primeiros sinais positivos do árduo trabalho que fizemos em Noale [local da fábrica da marca]", afirmou o diretor-executivo da equipa Aprilia, Massimo Rivola.

No mesmo comunicado, Rivola evocou Fausto Gresini, antigo responsável da equipa, que morreu em 23 de fevereiro último.

"Agora, os nossos pensamentos e a nossa gratidão vão para a Gresini Racing, que nos tem acompanhado. Em sincera memória de Fausto [Gresini], desejo à equipa e a todos os seus colaboradores o maior sucesso nas próximas temporadas", concluiu Rivola.

Esta temporada, após três das 19 corridas previstas, a Aprilia ocupa o quarto lugar da classificação de construtores, com 25 pontos, atrás da líder Yamaha, que soma 75, da Ducati, com 60, e da Suzuki.

Antes, a Dorna já tinha anunciado o prolongamento dos contratos até 2026 com os outros cinco fabricantes, casos de Honda, Yamaha, Ducati, KTM e Suzuki.

Por Lusa
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de MotoGP

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.