Coronavírus pode levar Grandes Prémios de MotoGP para Portimão ou Estoril

Admitiu o presidente da FIM, Jorge Viegas, antes de o Governo anunciar as medidas restritivas para eventos públicos

• Foto: Miguel Barreira

O presidente da Federação Internacional de Motociclismo (FIM), o português Jorge Viegas, revelou que os autódromos de Portimão e Estoril poderão vir a acolher Grandes Prémios de MotoGP esta época, como alternativa a outros locais devido ao surto de coronavírus. As declarações, refiram-se, foram proferidas antes de o Governo anunciar que eventos com mais de 5 mil espectadores terão de ser suspensos ou adiados.

"Se Portimão estaria preparado para receber um MotoGP? Sim, teríamos de fazer algumas mudanças, mas se fazem superbikes lá todos os anos por que não um MotoGP? É um Grande Prémio de reserva, como o Estoril. Em Portugal não há restrições de pessoas a entrar mas não sei o que acontecerá amanhã", referiu o líder da FIM numa entrevista concedida ontem à 'Catalunya Radio' antes também de serem adiados vários encontros de futebol em Portugal.

Admitindo que existem "poucas possibilidades" de ser realizado o GP de Austin, nos EUA, a 5 de abril, Jorge Viegas deu várias possibilidades para fazer face a adiamentos nesta fase: "Estamos a trabalhar para ver datas alternativas ao GP dos EUA. Neste momento as coisas evoluem tão rapidamente que não consigo dizer nada. O objetivo número 1 é fazer 20 GP. Mas não posso jurar que não haverá problema. Ainda assim estou confiante que haverá muito mais do que 13 GP. Se tivermos que prolongar a época até janeiro, não haverá tabú. Fazer duas provas no mesmo circuito? Por exemplo, prolongando um fim de semana ou fazendo sem público. Em tempo de guerra não se limpam armas. Temos de ter flexibilidade e imaginação para, se tivermos de fazer dois GP seguidos, assim ser."

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de MotoGP

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.