Italianos garantem: Miguel Oliveira assinou por dois anos com a Aprilia

Português vai mudar-se para a equipa RNF, que será satélite da formação principal

• Foto: Reuters
Parece estar a chegar ao final uma das maiores novelas do defeso no Mundial de MotoGP. Segundo a Sky Italia, Miguel Oliveira vai prosseguir carreira no MotoGP ao serviço da RNF, a equipa satélite da Aprilia a partir de 2023, tendo inclusivamente já assinado um contrato válido para as próximas duas temporadas. No seu relato, a emissora italiana, que é a detentora dos direitos do MotoGP em solo transalpino, fala num "grande golpe no mercado" por parte da Aprilia e da equipa de Razlan Razali, ao conseguir um "piloto bastante talentoso" e já "vencedor de Grande Prémios" por quatro ocasiões.

Além desta informação, a Sky Italia também adianta que Alex Rins irá na próxima temporada pilotar uma Honda da equipa LCR, faltando agora apenas saber quem irá ficar com a segunda moto satélite da marca japonesa. O rumor mais forte aponta para a subida de Ai Ogura do Moto2 para o MotoGP, de forma a garantir uma presença nipónica na equipa - já que Takaaki Nakagami estará de saída.

Definidas estas duas vagas, a Gresini continua a ter a casa por arrumar e o cenário é, por agora, incerto. Os dois nomes mais fortes serão Raul Fernandez (atualmente na Tech 3 KTM) e Alex Marquez (em final de contrato com a Honda LCR), mas por agora nada estará definido, nem perto de ficar fechado. A Gresini, refira-se, tem neste momento no seu elenco Fabio Di Giannantonio e Enea Bastianini, sendo praticamente certa a subida deste último para a formação principal, o que abre desde logo pelo menos uma vaga para preencher em 2023.
Por Fábio Lima
12
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de MotoGP

Notícias