Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

Miguel Oliveira já tem equipa para 2024: Trackhouse junta-se à Aprilia no MotoGP

Empresa do milionário norte-americano Justin Marks também compete na NASCAR

Está confirmado, o Trackhouse Entertainment Group, detido pelo milionário norte-americano Justin Marks, será o patrão de Miguel Oliveira em 2024. A empresa, que compete na NASCAR como Trackhouse Racing, ficou com a vaga antiga CryptoDATA RNF Aprilia no paddock, depois de a equipa satélite da Aprilia ter sido punida pela Dorna por inconsistências financeiras e várias quebras no "acordo de participação", ficando, por isso, sem licença para competir no MotoGP na próxima época.

Justin Marks tem estado nos últimos dias na Europa e já teve reuniões com Miguel Oliveira e o espanhol Raul Fernández, os dois pilotos da antiga RNF. A nova equipa continuará a ser apoiada pela Aprilia e nesta altura decorrem negociações com vários patrocinadores, cujos acordos devem ser anunciados no início de 2024.

"É um momento importante para a Trackhouse. Quando a nossa equipa foi criada o objetivo era ir além da NASCAR no que diz respeito a desporto motorizado, não há fronteiras. Este momento é incrível para a nossa empresa", explicou Justin Marks na oficialização do negócio esta terça-feira, em Itália.

"Adoro todo o tipo de desporto motorizado, estive no GP da Áustria este ano e fiquei boquiaberto com o que vi. Quando regressei a casa pensei 'por que não entrar no MotoGP?' Falei com a Dorna, apareceu a oportunidade com a Aprilia e não hesitámos", prosseguiu o empresário.

Carlos Ezpeleta, responsável da Dorna, congratulou-se com a chegada da equipa norte-americana ao MotoGP: "É um momento muito especial, o MotoGP está a passar por grandes mudanças... Temos de agradecer ao Justin e à Trackhouse isto ter acontecido tão depressa. A Trackhouse é uma empresa com uma incrível personalidade, muito bem sucedida, e estamos entusiasmado para ver o que podem fazer dentro e fora das pistas. O entusiasmo é grande e desejamos-lhes o melhor." 

O que muda?

Dizem os especialistas que a chegada desta equipa ao MotoGP pode significar um incrível incremento técnico nas motos de Miguel Oliveira e Raúl Fernandez na próxima época.

A Trackhouse Racing não quer ser 'apenas' satélite da Aprilia, mas sim tornar-se num parceiro de pleno direto da marca italiana, um pouco como acontece com a Pramac e a Ducati ou a Teck3 e a KTM. Por isso, pelo menos um dos pilotos (acreditamos que venha a ser Miguel Oliveira) deverá receber motos com especificações de 2024.

A base da equipa será na sede de operações da Aprilia, em Noale, Itália.

Miguel Oliveira já deixou uma storie no Instagram sobre a nova sua equipa. "Let's go [vamos]", escreveu o piloto português.
Por Isabel Dantas
13
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de MotoGP

Notícias