Poncharal lança apelo à KTM: «Preciso que o Miguel Oliveira fique na Tech 3!»

Homem forte da equipa satélite da KTM não quer perder o português

• Foto: epa

Se dúvidas existiam quanto à importância que Miguel Oliveira tem no projeto da KTM e da equipa Tech 3, Herve Poncharal dissipou-as por completo em entrevista ao portal 'Crash'. Numa longa conversa, o homem forte da formação satélite da KTM deixou rasgados elogios ao português e lembrou as palavras exatas que deu aos chefes da KTM assim que o português assinou, na Áustria, a sua melhor performance de sempre (um oitavo lugar).

"Estou muito entusiasmado e orgulhoso, porque teremos um incrível elenco para o próximo ano, com o Miguel Oliveira e o Brad Binder. Conheço o Miguel muito bem. Nunca trabalhei com o Brad, mas tenho imenso respeito por ele. É um tipo muito simpático e, mais importante de tudo, um incrível piloto. Foram colegas de equipa no passado, gostam um do outro e respeitam-se, mas também creio que haverá uma forte competitividade, porque ninguém quer ficar atrás do colega de equipa", declarou o francês, visivelmente entusiasmado.

Um entusiasmo que também sentiu na hora de anunciar a dupla, há algumas semanas, mas que rapidamente foi 'abalado' pela notícia da saída de Johann Zarco. "Estava tão feliz pelo nosso elenco e, assim que confirmámos tudo... Bam! O anúncio da saída do Zarco!"

Um anúncio que fez abalar a formação da Tech 3, especialmente porque logo se falou na possibilidade do português ser promovido. Ora, assim que surgiu esse rumor, Poncharal tratou de colocar tudo em pratos limpos com quem manda na equipa KTM e perguntar se forma direta.

"O Miguel está a evoluir, já é o segundo melhor KTM. Mas a sua missão é de dois anos: o primeiro para aprender e o segundo é para dar resultado. Por isso, assim que o Miguel fez o oitavo lugar na Áustria, enquanto estávamos todos a celebrar, a primeira coisa que disse aos senhores Pierer, Trunkenpolz e Beirer foi 'preciso que o Miguel fique aqui!'. E eles disseram-me que não tinham qualquer plano para o tirar da equipa. Porque toda a gente me pergunta a mesma coisa e eu fiz questão de também questionar uma e outra vez. A resposta foi sempre a mesma. Por isso, é isto que vos posso dizer... Mas ainda estamos em agosto e muitas coisas podem mudar! Por isso, mesmo querendo muito ficar com os meus dois pilotos, sou da KTM acima de tudo. Temos de ver e discutir, mas vou tentar manter ambos", desejou.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de MotoGP

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.