Rali de Portugal: PSP recomenda transportes públicos na 'superespecial' do Porto

Evento vai criar "muitos condicionamentos" de trânsito

• Foto: Simão Freitas
O Comando Metropolitano do Porto da PSP apelou esta quinta-feira para a utilização de transportes públicos para quem queira aceder ao centro do Porto para assistir, na sexta-feira, à 'superespecial' integrada no Rali de Portugal.

Em declarações à agência Lusa, o comissário operacional Marco Almeida enumerou vários conselhos, nomeadamente que as pessoas "se desloquem com tempo e que utilizem preferencialmente alternativas".

A PSP também pede que, de forma "a não facilitar a prática de crime de oportunidade", seja evitado o transporte de bens valiosos ou muita quantidade de dinheiro.

"Apelamos à adoção de um comportamento cívico por parte de todos os cidadãos e que procurem acatar as indicações dos agentes policiais e demais entidades que estarão ao serviço da organização", referiu o comissário do Comando Metropolitano do Porto da PSP.

A denominada 'Porto Street Stage' é a novidade da 50.ª edição do Rali de Portugal e carateriza-se por ser uma especial-espetáculo de 1,85 km no centro da cidade, a percorrer duas vezes no final do segundo dia.

Marco Almeida indicou não ser possível indicar exatamente o número de agentes envolvidos num "planeamento que decorre há meses", mas "estarão seguramente todas as valências da PSP representadas e preparadas".

Quanto às estações de metro do Porto, a PSP informa que estarão todas a funcionar, sendo a única exceção a da Avenida dos Aliados, exatamente o local central desta especial, que estará aberta apenas para permitir a passagem das pessoas mas sem circulação de veículos, pelo que as autoridades recomendam que os passageiros saiam na estação da Trindade ou na de São Bento.

A PSP informa que o evento criará "muitos condicionamentos" de trânsito, nomeadamente cortes e mudanças nos sentidos de tráfego, a partir das 21:00 desta quinta-feira e até às 24:00 de sexta-feira.

Segundo o subcomissário da Divisão de Trânsito das PSP do Porto, Jacinto Ferreira, as artérias "mais condicionadas" serão a rua do Infante, a rua de Camões, a avenida Rodrigues de Freitas, Sá da Bandeira e rua D. Manuel II.

Quanto a alternativas, a PSP recomenda passagens pela Praça da República e ruas Gonçalo Cristóvão e D. João IV, alertando que na marginal também se vão verificar "alguns congestionamentos".

"Vamos tentar minorar os problemas colocando agentes em pontos estratégicos a regular o trânsito", garantiu Jacinto Ferreira, indicando que há condicionamentos nos parques de estacionamento da Trindade, o da Praça D. João I, bem como o da Pedreira, que fica na rua Heróis Mártires de Angola, e que também o do Silo-Auto está reservado à organização.

Sobre Matosinhos, concelho que acolhe o ponto nevrálgico do Rali de Portugal com saída e entrada de viaturas de prova, o subcomissário alertou para "possíveis congestionamentos" na rotunda do Mar Shopping, bem como na avenida Antunes Guimarães, somando-se no domingo, devido à entrega de prémios, a avenida General Norton de Matos.

A 50.ª edição do Rali de Portugal arranca esta quinta-feira em Lousada e prolonga-se até domingo, depois de 368 quilómetros cronometrados divididos por 19 classificativas.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Ralis

Notícias

Notícias Mais Vistas