Tänak segue confortável para a Power Stage e Meeke perdeu o 2.º lugar

Líder tem vantagem de 16,6 segundos sobre Neuville, que beneficiou do pião de Meeke na segunda passagem por Montim

• Foto: Paulo Oliveira / Movephoto

Ott Tänak está a 11,18 quilómetros de conquistar pela primeira vez o Rali de Portugal. O piloto da Toyota tem, nesta altura, 16,6 segundos de vantagem sobre Thierry Neuville e 24 em relação ao colega de equipa, Kris Meeke. Este perdeu a vice-liderança há instantes, na segunda passagem por Montim, devido a um pião durante a especial.

Tänak começou por perder tempo na primeira passagem por Montim, quando a vantagem que trazia de sábado diminuiu para apenas 2,4 segundos. Porém, puxou dos galões do mítico troço de Fafe e fez a melhor marca, recuperando o tempo perdido na primeira classificativa do dia. 

A prioridade estabelecida pela Toyota era manter os dois carros nos dois primeiros lugares da geral, o que daria um grande bolo em termos de pontos para o campeonato de construturoes, mas na penúltima especial, em Montim 2, Kris Meeke cometeu um erro com consequências claras na tabela. O britânico fez um pião e perdeu vários segundos para Thierry Neuville, tendo perdido o 2.º lugar para o piloto da Hyundai e, agora, está a 7,4 segundos do belga e a 24 segundos do líder Tänak. 

A Hyundai, refira-se, voltou a atrasar Sébastien Loeb e Dani Sordo, que voltam a partir para as classificativas apenas depois de Sébastien Ogier e antes de Thierry Neuville. Mas o francês da Citroën já só está preocupado em poupar-se para atacar em força a Power Stage, onde vai tentar somar pontos extra para a classificação do Mundial de pilotos.

Já Esapekka Lappi, da Citroën, capotou na primeira especial da manhã, em Montim, danificou o carro e, particularmente, o pára-brisas. Esses danos fizeram com que a abordagem do finlandês à primeira passagem por Fafe fosse muito cautelosa, mas a situação piorou ainda, quando partiu a suspensão traseira do lado esquerdo. Lappi fez um salto muito comedido e por isso foi assobiado pelos adeptos, afinal a prioridade era não danificar ainda mais o C3 WRC. Lappi acabou por abandonar a competição depois de Fafe 1.

Por André Gonçalves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ralis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.