Agosto de sinais contraditórios no mercado automóvel em Portugal

Números indicam crescimento de 32,1 por cento face a idêntico período de 2021

O mercado automóvel em Portugal fechou agosto com sinais contraditórios. Os números da Associação Automóvel de Portugal indicam crescimento de 32,1 por cento face a idêntico período de 2021, mas o acumulado dos primeiros oito meses do ano segue a perder 2,8 por cento em comparação com o ano passado.

Nos ligeiros de passageiros há uma perda residual. Até 31 agosto foram matriculadas 101.293 unidades, apenas menos 0.4 por cento do que em 2021. Olhando para o ano pré-pandemia (2019), há queda de 36 por cento e os números atuais são também influenciados pelas dificuldades dos construtores. A liga dos ligeiros de passageiros é liderada pela Peugeot. Nos outros lugares do pódio estão a Renault e a Mercedes-Benz. No ‘top-ten’, o destaque vai para a Toyota, que cresceu 20,1 por cento face a 2021. Os veículos elétricos novos já representam praticamente 10 por cento das matrículas.

Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Record Auto

Notícias

Notícias Mais Vistas