Morreu Lee Iacocca, o “pai” do Mustang e o homem que salvou a Chrysler

Empresário tinha 94 anos e faleceu na sua casa em Bel Air, na Califórnia

Lee Iacocca, empresário que dirigiu a Ford e que salvou a Chrysler, morreu esta terça-feira com 94 anos, na sua casa em Bel Air, na Califórnia (EUA).

Iacocca, que sofria de Parkinson, será recordado com um dos maiores empresários da indústria automóvel. É o único executivo nos tempos modernos a liderar as operações de duas das maiores fabricantes norte-americanas.

Conhecido por ter sido o "pai" do Ford Mustang e por ter somado várias capas da "Time", o maior feito de Iacocca foi ter recuperado a Chrysler.

Em 1979, a empresa atravessava uma situação crítica. Iacocca foi eleito presidente e começou a trabalhar a 20 de Setembro de 1979. Realizou cortes orçamentais, adoptou um marketing muito agressivo, combateu as greves e reuniu empréstimos do governo federal. Os resultados não demoraram a aparecer e em 1983 a Chrysler já era um grupo rentável.

Manteve a presidência até 1992, altura em que se reformou com 68 anos. Nessa altura já tinha acrescentado a American Motors Corporation (AMC) e a Jeep ao portfólio de marcas do grupo.

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record Auto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.