Steve Jobs: um rebelde sem matrícula no carro

Fundador da Apple justificou decisão de não ter placa no seu Mercedes-Benz SL55 AMG por causa dos 'paparazzi'

É mais uma daquelas histórias que endeusam o nome de Steve Jobs junto dos seus admiradores ou que merece um profundo desprezo dado pelos seus detractores.

Segundo o portal norte-americano Drive Tribe, o fundador da Apple usou todas as artimanhas legais que a legislação californiana lhe permitia, para guiar sem matrícula o seu Mercedes-Benz SL55 AMG.

A justificação dada por Jobs tinha o seu quê de racional: para onde quer que fosse, tinha uma "tropa" de paparazzi à sua espera, exactamente porque sabiam qual era o número de matriculação do descapotável.

Ora os seus advogados conseguiram descobrir um "buraco" nas leis rodoviárias da Califórnia. Quem comprasse uma viatura nova, tinha até seis meses para a matricular, sem que nada o impedisse de circular na estrada!

A mente grandiosa de Jobs começou logo a trabalhar: se trocasse de carro a todos os seis meses, nunca precisaria de colocar uma matrícula, algo que fez activamente até ao final da vida alugando sistematicamente um Mercedes-Benz SL55 AMG prateado.

No lugar da matrícula, o especialista informático colou um código de barras que todos afirmavam ser o de um iPhone mas tal nunca foi provado… talvez porque ninguém tivesse um leitor de código de barras à mão para o confirmar.

Há um senão em toda esta "comédia": o carro atraía ainda mais a atenção de quem o perseguia do que se tivesse uma matrícula. Talvez por isso tivesse outros modelos requintados, como um BMW Z8 ou um Mercedes-Benz C230 Kompressor!

Em Janeiro deste ano, o truque deixou de ser possível. A Califórnia alterou a legislação rodoviária, obrigando agora todos aqueles que compraram um carro novo a matriculá-lo antes de poderem circular.

Respeitinho é muito bonito...

Outra história cómica foi a maneira como o lema Think Different (Pensa Diferente), por ele idealizado, foi gozado pelos seus críticos. Ficou famosa a sua mania de estacionar sempre nos lugares dedicados a pessoas com deficiência física.

Mais uma vez, o homem "puxou" pela cabeça e justificou que era a única maneira de o seu Mercedes não ser vandalizado, como já antes tinha acontecido. Além disso, era a única maneira de ele vigiar o descapotável da janela do seu escritório.

Os empregados da Apple bem tentaram responder-lhe à altura, colocando bilhetes no pára-brisas com a frase Park Different (Estaciona Diferente). Jobs nunca o fez…

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Aquela Máquina

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record Auto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.