Volvo quer limitar velocidade máxima de todos os seus carros a 180 km/h

Medida para aplicar a partir de 2020

A Volvo Cars anunciou esta segunda-feira que a partir de 2020 vai limitar a velocidade máxima de todos os seus carros novos a 180 km/h.

Esta decisão faz parte da "Vision 2020", que tem como finalidade que ninguém morra ou fique gravemente ferido a bordo de um Volvo novo em 2020, e vai de encontro aos planos da Comissão Europeia de obrigar que todos os carros novos estejam equipados com sistemas que obedeçam de forma automática aos limites de velocidade.

Não será possível desactivar esta funcionalidade que começará a ser instalada em todos os novos Volvo a partir do segundo trimestre do próximo ano, mas não há qualquer indicação relativa aos automóveis da Polestar, a nova submarca da fabricante sueca.

Além de definir este limite de velocidade a Volvo também está a desenvolver um sistema que combine a tecnologia de geolocalização com o controlo de velocidade inteligente de forma a estabelecer limites de velocidades automáticos em zonas de escolas e hospitais.

Os responsáveis da marca sueca confessam que não acreditam que a redução da velocidade máxima dos seus carros seja a cura absoluta para os perigos da condução, mas não têm dúvidas na hora de admitir que estes sistemas terão um impacto muito positivo no número de acidentes mortais causados pelo excesso de velocidade.

"Queremos iniciar um debate sobre se os fabricantes de automóveis têm o direito ou a obrigação de instalar tecnologia nos veículos que mude o comportamento dos condutores para abordar situações como o excesso de velocidade, consumo de álcool ou as distracções", afirmou Hakan Samuelsson, presidente e director executivo da Volvo.

"Como humanos, todos percebemos o medo de cobras, aranhas e alturas. Mas não o de velocidade", referiu Jan Iversson, especialista em segurança da Volvo Cars. "Frequentemente as pessoas conduzem demasiado rápido em situações de trânsito e têm uma fraca adaptação da velocidade a essas situações e às suas capacidades como condutor. Precisamos de incentivar novos e melhores comportamentos e ajudar as pessoas a perceber que a velocidade é perigosa", atirou.

Autor: Aquela Máquina

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record Auto

Notícias

Notícias Mais Vistas