Dakar'2020: a 11ª etapa vista por Miguel Barbosa

Piloto português analisa mais uma jornada da prova

A carregar o vídeo ...
Dakar'2020: a 11ª etapa vista por Miguel Barbosa

Um Dakar planetário

Tal como os Jogos Olímpicos e o futebol também o Dakar é verdadeiramente planetário e esta edição vai seguramente reforçar a ideia que quero aqui expressar.

No começo o Dakar era essencialmente europeu utilizando pistas africanas. Ao longos dos anos foi evoluindo e o Japão construtor dos principais veículos de todo-o-terreno tornou-se um interveniente importante. Com os camiões a passarem de meros veículos de assistência a máquinas de competição os países de leste muito fortes neste capítulo juntaram-se aos holandeses que sempre tiveram um papel importante nesta disciplina.

A passagem do Dakar para a América do Sul trouxe consigo uma panóplia de participantes desta região e que se destacaram particularmente nas motos e nos Quad. No, entretanto, juntaram-se australianos e chineses. Sempre faltaram os americanos, com Robby Gordon a ser um caso isolado. A muito provável vitória de um americano nas motos e outro nos SSV vai, como dizia no início, reforçar a imagem planetária do Dakar.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Dakar

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.