Toby Price conta como encontrou Paulo Gonçalves: o pedido de ajuda, os helicópteros e os quilómetros feitos a chorar

Australiano está em choque e diz que não quer saber de resultados

Joaquim Rodrigues, cunhado e companheiro de equipa de Paulo Gonçalves
Paulo Gonçalves na etapa de hoje
Joaquim Rodrigues, cunhado e companheiro de equipa de Paulo Gonçalves
Paulo Gonçalves na etapa de hoje
Joaquim Rodrigues, cunhado e companheiro de equipa de Paulo Gonçalves
Paulo Gonçalves na etapa de hoje

O Toby Price, atual campeão do Dakar nas motas, foi o primeiro a chegar, domingo, junto de Paulo Gonçalves. O australiano escreveu esta manhã um extenso texto nas redes sociais em que conta como tentou ajudar o português, que acabou por falecer no deserto, durante a 7.ª etapa. O piloto da KTM deu o alerta, recebeu as equipas médicas e ajudou a colocar o corpo de Paulo Gonçalves dentro do helicóptero. "Tinha sido o primeiro a chegar até junto dele e queria ser o último a sair", escreveu Price, desolado, num dia em que motos e quads não foram para a estrada, em homenagem a 'Speedy Gonçalves'.

"A etapa de ontem começou bem, a bom ritmo, estava a sentir-me bem na moto. O Paulo saiu para a etapa uns cinco minutos antes de mim e o pior aconteceu. Cheguei a uma pequena duna e vi um piloto caído, era o Paulo.

Pensei logo no pior, sabia que era sério. Pedi ajuda o mais rápido possível e coloquei-o de lado (aí pareceu-me ainda mais sério). Voltei a chamar por ajuda, nesta fase o Ctefan Svitko chegou e tentou ajudar-me como pôde.

O primeiro helicóptero chegou, o Luc Alphand estava também a tentar ajudar e quando o helicóptero médico aterrou eles já estavam a tentar reanimá-lo. Os médicos colocaram-se ao nosso lado e fizeram o que puderam.

Ajudámos a descarregar o equipamento médico, a guiar os restantes pilotos para longe daquela cena má. Todos demos o nosso máximo, mas já não havia nada a fazer.

Ajudei a levá-lo para o helicóptero, era o que devia fazer. Tinha sido o primeiro a chegar até junto dele e queria ser o último a sair.

Vamos sentir falta do teu sorriso e das tuas gargalhadas no bivouac, Speedy.

Os meus últimos 250 km da etapa foram duros, estou desidratado de tanto chorar.

Neste momento não estou interessado no resultado, não quero saber. 

Os nossos pensamentos estão com a família e os amigos, hoje não vamos disputar a etapa 8, pela mota número 8, em respeito pela família, pelos amigos e pela perda do nosso herói.

Obrigado a todos pelas mensagens de apoio que nos chegaram de todo o Mundo, especialmente de Portugal. Nós somos humanos e isto não é apenas uma corrida. Abdicaria de todas as minhas vitórias para ter alguns dos meus amigos da corrida de volta..."

Ver essa foto no Instagram

Yesterday’s stage was starting well, great pace and feeling good on the bike until the refuel. Paulo took off into the stage about 5 minutes before me and the worst case had happened. I come over a small crest and seen a rider down and was Paulo. Worst fears kicked in cause I knew this one was serious. I called for help ASAP and helped get him on his side (plus more serious checks). Tried calling for more help and by this stage @stefansvitko (also a champion) had arrived and helping where he could. The first helicopter arrive and @luc_alphand_skiator was starting to help and as the medical helicopter arrive they were already on CPR and the doctors got to our sides and work all they could. Helping holding drip bags, getting bags of medical equipment and guiding other riders around a bad scene. We all worked as long as we could but there was nothing we could do. I helped assist carrying him to the helicopter as it was the right thing to do. I was first at his side and wanted to be the last to leave. We will miss you’re smile and laughter in the bivouac #speedy My last 250km of special stage was tough, I’m dehydrated from tears. At the moment I’m not even worried about the result, I couldn’t care. Many thoughts with family and friends on this day, we don’t start the rally day 8 for bike #8 in respect to family and friends and the loss of a HERO.. Thankyou to everyone for the messages of support worldwide, especially Portugal with all the kind things. We are human and this is nothing but just a race, I would give up all my wins to have any of my fellow racing mates back with us..

Uma publicação compartilhada por Toby Price (@tobyprice87) em

2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Dakar

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.