Rali de Marrocos: Elisabete Jacinto parada no deserto

Piloto portuguesa espera pela assistência após o camião ter capotado nas dunas

Depois de o seu camião se ter virado nas dunas do Erg Chegaga, Elisabete Jacinto continua parada no deserto, onde irá pernoitar. O azar surgiu quando a piloto portuguesa tentava desviar-se de uma zona de lama, na terceira etapa do Rali de Marrocos, uma jornada maratona, ficando assim a aguardar pelo camião 'vassoura'.

Segundo a informação da assessoria de imprensa da equipa que segue ao comando do MAN TGS de competição, continua à espera da assistência da organização para que o camião possa ser levantado. Caso isso seja feito e Elisabete Jacinto ainda poderá continuar em prova se chegar ao acampamento uma hora antes do primeiro piloto partir para a etapa seguinte.

Nas últimas horas levantou-se uma grande tempestade de areia que está a prejudicar bastante os trabalhos da equipa portuguesa, sendo que esta segunda-feira cumpre-se a quarta e penúltima etapa, na qual os concorrentes vão enfrentar, mais uma vez, dois setores selectivos, o primeiro com 191,56 km e o segundo com 263,51 km.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Todo-o-Terreno

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.