Record

Aquecem os motores em Agadir

Oitava edição da prova prestes a arrancar

• Foto: Jorge Cunha
Rugem os motores em Agadir. A cidade costeira marroquina é palco da partida do Libya Rally'2016, atualmente o maior rali do continente africano em número de participantes. A representar Portugal estará Elisabete Jacinto e a equipa Oleoban, em sete etapas que se preveem duras mas emocionantes, acompanhadas bem de perto pelo nosso jornal.

O nome

À primeira vista, o Libya Rally pode induzir em erro. Apesar do nome, a prova decorre na íntegra em solo marroquino, mas, de facto, a primeira edição teve lugar na Líbia. Por motivos de segurança, a competição foi posteriormente transferida para a Tunísia, mas os mesmos motivos ditaram nova mudança. Marrocos foi o cenário escolhido.

Esta é a oitava edição e a nona também terá Líbia no nome, mas a 10.ª edição da competição pode trazer novidades neste aspeto.

O percurso

A prova tem um total de mais de 2.800 quilómetros e percorre Marrocos desde a costa atlântica até ao Mar Mediterrâneo, num percurso dividido em sete etapas.

1.ª etapa: Agadir-Tan-Tan (454 km)
2.ª etapa: Tan-Tan-Akka (605 km)
3.ª etapa: Akka-Mhamid (417 km)
4.ª etapa: Mhamid-Mhamid: (214 km)
5.ª etapa: Mhamid-Merzouga (354 km)
6.ª etapa: Merzouga-Tendrara (495 km)
7.ª etapa: Tendrara-Saïdia (336 km)

A Oleoban

Elisabete Jacinto participa pela primeira vez no Libya Rally e com ela traz a sua equipa habitual, com exceção de um elemento. Para além da piloto, seguem no camião o navegador José Marques e o mecânico Marco Cochinho. No camião de apoio, juntamente com Record, vão Jorge Gil, diretor de equipa e marido de Elisabete, e o mecânico Hélder Anjos.

Os participantes

São 400 os participantes inscritos na prova, sendo que quase metade vem da Holanda. Os sete participantes portugueses incluem a equipa de Elisabete Jacinto, bem como o jornalista de Record. A estes juntam-se mais de 100 voluntários da organização.

Origem dos participantes:

Holanda: 164
Bélgica: 128
França: 33
Espanha: 16
Suécia: 9
Itália: 8
Áustria: 7
Portugal: 7
Hungria: 4
Luxemburgo: 2
Alemanha: 2
México: 1
Argélia: 1
Rússia: 1
Marrocos: 1
República Checa: 1
Grécia: 1

Os veículos

O Libya Rally conta com seis classes de veículos distintas: 30 carros, 13 SSV’s, 6 buggies, 41 motos, 5 moto4 e 15 camiões.
Se a estes somarmos 77 veículos de assistência e 30 da organização, estarão na estrada – e estrada é apenas uma forma de expressão – mais de 200 motores! O organizador da prova salientou este número para admitir que, face à poluição causada pelos escapes, há que ajudar o ambiente noutras áreas. Todos seremos responsáveis por manter os acampamentos limpos e impedir que óleo ou outras substâncias nocivas cheguem ao solo.

"Não vamos fazer pior, já somos poluentes", afirmou Duson em palestra às equipas.
Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Libya Rally'2016

Notícias

Notícias Mais Vistas

M