Águas abertas: Angélica André qualifica-se para Tóquio

Portuguesa foi 5.ª classificada na prova de 10 km em Setúbal

Angélica André, nadadora portuguesa de águas abertas, qualificou-se este sábado para os Jogos Olímpicos de Tóquio'2020 ao terminar na quinta posição a prova de 10 quilómetros, realizada no rio Sado, em Setúbal.A atleta, de 27 anos, completou a distância em 02:02.23 horas, numa competição em que a outra portuguesa em prova, Mafalda Rosa, também terminou no top 10, com 02:02.54 horas, mas ficou fora do apuramento, por só se apurar uma nadadora por país na prova.

Em declarações à agência Lusa, Angélica André, do Fluvial Portuense, que cortou a meta 28 segundos depois da vencedora, a húngara Anna Olasz (02:01:55 horas), não escondeu a sua satisfação pelo resultado obtido nas águas do Sado.

"Saio super feliz por ter conseguido o objetivo que tinha definido e me permite estar em Tóquio. A prova foi dura na parte final e ainda me custou mais por não ter abastecido nessa fase", revelou.

Na hora de traçar uma meta para os Jogos, que vão decorrer no Japão, Angélica André confessa o desejo de alcançar o melhor resultado luso de sempre, que pertence a Daniela Inácio, que terminou no 17.º lugar em Pequim2008.

"O meu objetivo é fazer a melhor classificação portuguesa de sempre. Depois disso, vou lutar por chegar à melhor posição possível", assegurou a nadadora.

O Diretor Técnico Nacional da Federação Portuguesa de Natação, Daniel Viegas, sublinhou o resultado "fantástico" de Angélica André, destacando também a prestação de Mafalda Rosa, de apenas 17 anos, que representa o CN Rio Maior.

"O objetivo era qualificarmos uma nadadora e conseguimos. Colocar duas atletas no top 10 é um resultado fantástico. Dado o nível apresentado pela Angélica André nos últimos dois anos este era um resultado expectável. Como nadadora de qualidade que é, acredito que pode entrar no top 16 em Tóquio", disse.

Depois da prova feminina, em que participaram mais de quatro dezenas de nadadoras, domingo, a partir das 16:00, será a vez do setor masculino entrar em ação no rio Sado. Entre os mais de 60 homens que vão lutar pela classificação estão Tiago Campos (22 anos), do CN Rio Maior, e Diogo Cardoso (20), do Colégio Monte Maior.

Entre os adversários na prova de qualificação olímpica está o tunisino Oussama Mellouli, campeão olímpico em Londres2016, cujo apuramento olímpico para esses Jogos foi conquistado no rio Sado.

Tal como aconteceu nas mulheres, apenas 15 homens carimbam em Setúbal o 'passaporte' para Tóquio2020, juntando-se aos 10 já apurados nos campeonatos do mundo, realizados em julho de 2019, em Gwangju, na Coreia do Sul.

Esta é a terceira vez, depois de 2012 e 2016, que Setúbal, um dos locais de eleição para a realização anual de uma das etapas do circuito mundial da modalidade, acolhe a prova de 10 quilómetros em águas abertas que garante o apuramento para os Jogos Olímpicos.

A decisão de que a cidade seria anfitriã desta prova foi anunciada em 07 de abril, pela Federação Internacional de Natação (FINA), depois de a competição, originalmente agendada para os dias 29 e 30 de maio, na cidade japonesa de Fukuoka, ter sido cancelada devido à evolução pandémica neste país asiático.

Portugal esteve representado nas provas de águas abertas nas últimas três edições dos Jogos. Arsenyi Lavrentyev esteve presente em Pequim2008 e Londres2012, Vânia Neves, no Rio2016, enquanto Daniela Inácio detém o melhor resultado luso, com o 17.º posto em Pequim2008.

Por Diogo Jesus e Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Natação

Notícias

Notícias Mais Vistas