Águas abertas: Angélica André em 5.º lugar na Taça LEN

Rafael Gil termina em 31.º no setor masculino

• Foto: FPN

O Angélica André terminou esta quinta-feira em quinto lugar nos 10 km de águas abertas da Taça LEN Gravelines (França). Na prova masculina, Rafael Gil foi o melhor português em 31.º lugar entre 115 nadadores.

A campeã portuguesa (Fluvial Portuense), que geriu a sua prova de trás para a frente, sempre em progressão nas quatro voltas ao circuito, terminou em 5.º lugar com 1.55,35,45 horas, integrada na luta pelos lugares de pódio a cinco segundos da vencedora. A vitória foi para a norte-americana Anderson Haley (1.55.30,18) seguida da brasileira Ana Marcela Cunha (1.55.31,00), a norte-americana Ashley Twichell (1.55.34,28), a italiana Ariana Bridi (1.55.34,68) e a portuguesa.

"Estou muito feliz com a minha prova. Senti-me muito bem fisicamente. Este resultado reflete o trabalho que tenho vindo a desenvolver. Fiz uma prova mais equilibrada, procurando gerir melhor o meu esforço e subir na classificação. Na parte final senti-me com força e acabei por estar dentro dos resultados que ambiciono perto do pódio. Agora o próximo objetivo é a Taça do Mundo de Setúbal. Mas cada prova é diferente e estarei mais uma vez a competir com as melhores do mundo", reagiu Angélica André ao site da Federação Portuguesa de Natação.

Na prova masculina de 10 km, Rafael Gil foi o melhor português. O campeão nacional terminou em 31.º lugar com 1.46.06,00. Uma competição disputada à temperatura da água a 20,5 graus, onde José Paula Carvalho (SFUAP-União Piedense) assegurou o 47.º (1.48.13,00) e Tiago Campos (CN Rio Maior) foi 56º (1.50.05,00), entre 115 nadadores à partida. A vitória foi para o alemão Florian Wellbrock (1.44.15,00). O holandês Ferry Weertman foi segundo (1.44.26,97) e o alemão Rob Muffels, terceiro, com o mesmo tempo (1.44.26,97).

"Estou satisfeito com a minha prova, tendo em conta o meu momento de preparação, mas naturalmente que ambiciono mais. Taticamente, andei sempre no grupo principal com um pelotão compacto de 50 nadadores. Fui subindo na classificação e acabei forte a passar seis adversários. São indicações que me dizem que estou no bom caminho e ambicionar resultados mais altos já na taça do Mundo de Setúbal, assim como para o europeu e a integração na preparação olímpica", afirmou Rafael Gil à FPN.

Para o DTN, Daniel Viegas, "a partida dentro de água foi muito importante, com os portugueses a saírem do lado de fora em função do numero que apresentavam de inscrição." "Angélica André mostrou aqui o seu valor competindo de igual para igual com as melhores do mundo, mostrando uma inteligência competitiva que lhe permitiu lutar pelos primeiros lugares e ambicionar mais futuro", analisou o técnico.

Rafael Gil (Individual/Associação Lisboa), campeão nacional, "fez uma boa prova. Conseguiu partir bem e seguir no grupo da frente. José Paula Carvalho (SFUAP) e Tiago Campos (CN Rio Maior) estiveram também dentro das suas possibilidades mostrando grande potencial para o futuro."

Resultados da prova

Por Diogo Jesus
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Natação

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.