Coronavírus: Federação de natação prolonga suspensão de provas até 31 de julho

Devido à pandemia da covid-19

• Foto: DR Record

A Federação Portuguesa de Natação (FPN) decidiu hoje prolongar a suspensão de todas as competições nacionais até 31 de julho, devido à pandemia da covid-19.

"A FPN, com os contributos das associações territoriais e conforto da assembleia geral, e como garante das condições de verdade desportiva e equidade à preparação sistemática para cada disciplina desportiva, decidiu suspender a organização de todas as competições da época até 31 julho de 2020, com reavaliação no início de maio de 2020", informou o organismo.

No início da crise, a FPN tinha suspendido as provas até 15 de abril, contudo, a uma semana de se cumprir o prazo, adiou o mesmo por três meses e meio.

A alteração prevista do regulamento nacional das diferentes disciplinas pressupõe uma redução dos custos financeiros aos clubes associados "em cerca de 900.000 euros, sendo que a poupança média por clube poderá acrescer a cerca de 21.512 euros, dependente da disciplina desportiva".

Paralelamente, a FPN vai devolver aos seus filiados 75.192 euros relativos aos custos associados às taxas de inscrição de competições não realizadas, bem como devolução de todas as importâncias pagas pelos clubes a título de inscrições em eventos entretanto adiados.

A instituição vai ainda entregar aos clubes os créditos que tenham em conta corrente, designadamente os relativos a "subsídios à deslocação", num valor global aproximado de 35.000 euros.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,3 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 75 mil. Dos casos de infeção, cerca de 290 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia, e o continente europeu é neste momento o mais atingido, com cerca de 708 mil infetados e mais de 55 mil mortos.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 345 mortes, mais 34 do que na véspera (+10,9%), e 12.442 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 712 em relação a segunda-feira (+6%).

RBA // PFO

Lusa/Fim

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Natação

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0