European Open de natação adaptada na Madeira será prova de "excelência"

Prova vai decorrer em conceito de 'bolha', de 16 a 22 maio, no Funchal

• Foto: FPN/Facebook
O presidente da Federação Portuguesa de Natação (FPN) sublinhou este sábado a "excelência da Madeira em receber eventos", na apresentação do European Open de 2020, que vai decorrer em conceito de 'bolha', de 16 a 22 maio, no Funchal.

"A Madeira representa a excelência organizativa, a excelência na capacidade de receber as equipas, a excelência nas condições e nas infraestruturas disponíveis para receber estes eventos. Se tivesse de traduzir numa palavra seria excelência de um destino, a Madeira é isto para a organização de eventos, quer nacionais quer internacionais", afirmou António José Silva, durante a conferência de imprensa de apresentação da prova, no Funchal.

A capital madeirense será palco do grande evento internacional coorganizado pela segunda vez - com o ano pioneiro a acontecer em 2016 - pela FPN e pela Associação de Natação da Madeira (ANM), com o apoio do Governo Regional.

Estão previstos mais de 400 nadadores, provenientes de 48 países, que marcarão presença na última oportunidade de se apurarem para os Jogos Paralímpicos Tóquio2020.

António José Silva garantiu que este evento representa o início da 'era pós-covid' para a natação, ressalvando que nada seria "mais apropriado do que ter um campeonato europeu open de natação adaptada, com a presença dos quatro continentes e com 1.100 pessoas envolvidas".

O objetivo da seleção nacional, que terá oito nadadores, passa por aumentar o número de atletas qualificados para os Jogos Paralímpicos na capital japonesa.

"Foram mais de 140 mil euros que empenhámos neste evento, estamos certos de que mais do que o dinheiro aqui investido haverá um retorno muito positivo social e económico, sobretudo para as unidades hoteleiras e para todo o turismo que vai receber estas pessoas que vêm à região", salientou Pedro Calado, vice-presidente do Governo Regional, mencionando as dificuldades em convencer a autoridade regional de saúde na realização de eventos, daí que este se trate do primeiro.

O nadador Emanuel Gonçalves, também representante da ANM, relembrou o primeiro campeonato europeu que se realizou no Funchal, em 2016, onde competiu, mencionando os 28 recordes mundiais conquistados na mesma piscina, com a esperança de que sejam "muitos mais este ano".

A Madeira volta a receber um grande evento internacional em 2022, o Campeonato do Mundo de natação adaptada, "uma prova de excelência desportiva", segundo o presidente da FPN, observando que o Europeu servirá de "antecâmara da organização daquilo que será a prova mais importante".

 

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Natação

Notícias

Notícias Mais Vistas