Vertente escolar no centro da ação

É um dos focos da Federação Portuguesa de Padel

• Foto: Fernando Ferreira

Um dos focos da Federação Portuguesa de Padel é a aposta na formação dos mais novos. Nesse sentido, o programa de desenvolvimento do padel escolar está em andamento desde 2017 sob coordenação de Paulo Sanches. "O principal objetivo é proporcionar a todos os jovens a oportunidade de jogarem padel. É de todos e para todos. O primeiro eixo tinha de ser dar formação aos professores de educação física para que estes se sentissem confortáveis. Neste momento, já realizámos 35 momentos de formação. O segundo eixo é trazer os jovens aos grandes eventos para verem os melhores do mundo, motivarem-se e ao mesmo tempo também podem praticar. Ao longo destes anos, já levámos mais de 10 mil crianças a ver o melhor padel do mundo", refere o dirigente.

Além de destacar a importância da relação das escolas com clubes de padel, Paulo Sanches fala ainda sobre o passo seguinte neste programa: "A partir daí, nestes dois últimos anos, já abrimos grupos-equipas de prática sistemática. Tínhamos 1.200 miúdos a treinar padel duas vezes por semana na escola, por todo o país. Este ano temos o objetivo de ter 100 ou mais grupos-equipas. Criámos uma liga nacional de padel de professores de educação física e estamos a desenvolver o projeto de padel escolar adaptado, seguindo o mesmo lema. Mais de 25 mil crianças tiveram oportunidade de pegar numa raquete de padel."

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Padel

Notícias

Notícias Mais Vistas