Portugal vence na Rússia e abre boas perspetivas para Mundial de râguebi

Lobos terminam, desta forma, a primeira volta do apuramento no segundo lugar, com 14 pontos

• Foto: Vítor Chi

A seleção portuguesa de râguebi venceu este sábado a Rússia por 49-26, em Novgorod, em encontro da quinta jornada do Europe Championship, cujo resultado abre aos lobos boas perspetivas de qualificação direta para o Mundial de França'2023.

Portugal terminou, desta forma, a primeira volta do apuramento no segundo lugar, com 14 pontos, a nove do campeão europeu de 2021, a Geórgia, mas com mais cinco pontos do que o terceiro classificado, a Roménia, a quem falta disputar um jogo, frente aos Países Baixos.

Caso os romenos vençam esse desafio, em 14 de novembro, com ponto de bónus ofensivo, igualam a pontuação de Portugal, mas têm vantagem no confronto direto, uma vez que venceram em Lisboa por 28-27.

Mas o apuramento europeu para o Mundial'2023 resulta do agregado de resultados do Europe Championship 2021 e 2022, que qualifica diretamente os dois primeiros classificados, enquanto o terceiro terá de disputar um torneio de repescagem mundial com seleções de outros continentes.

Assim, Portugal e Roménia devem entrar em igualdade pontual na segunda volta do apuramento, que corresponde ao Europe Championship 2022, no qual os lobos realizam, no entanto, três partidas fora de casa, uma das quais na Roménia, e os carvalhos jogam apenas dois encontros como visitantes.

Esse poderá, ainda assim, ser um detalhe pouco significativo se a equipa portuguesa mantiver o nível exibido em Novgorod, onde alcançou um conclusivo triunfo, ao qual só faltou o ponto de bónus ofensivo que escapou, aos 77 minutos, quando Portugal consentiu o quarto ensaio aos russos, que reduziu para dois a diferença de toques de meta das duas equipas (6-4).

Portugal entrou mais forte em ambas as metades do encontro, o que lhe permitiu chegar ao intervalo a vencer por 20-14, apesar da reação russa no final do primeiro tempo, e chegar a uma confortável vantagem de 42-19 à entrada para os decisivos últimos 20 minutos do encontro.

Um par de erros na receção de bola após dois dos quatro ensaios obtidos na segunda parte permitiram aos russos atravessar a linha de ensaio e impedir a conquista do ponto de bónus a Portugal, que até nos aspetos nos quais denotou maiores fragilidades nos encontros anteriores, as fases estáticas, apresentou evidentes e agradáveis melhorias, especialmente nos alinhamentos.

E se na vitória da semana passada, nos Países Baixos (61-28), se destacaram as individualidades, com cinco ensaios de Raffaele Storti e três de Rodrigo Marta, na Rússia valeu o coletivo, com os seis ensaios, um dos quais de penalidade (61), a serem distribuídos por Tomás Appleton (07), João Granate (16), José Lima (45), Rafael Simões (56) e Jerónimo Portela (67).

Samuel Marques foi, mais uma vez, o dínamo da equipa, a pautar o ritmo do jogo e a acelerar a circulação de bola, além da eficácia nos pontapés aos postes (errou apenas uma transformação), que lhe permitiu somar 17 pontos.

O Europe Championship 2021 terminará apenas em novembro, quando se disputarem as partidas dos Países Baixos frente a Rússia e Roménia.

Até lá, a Rugby Europe deverá anunciar uma decisão relativamente aos encontros Países Baixos-Espanha e Espanha-Rússia, suspensos devido à deteção de casos de covid-19 nas seleções espanhola e russa, respetivamente.

Jogo no Nome do Nizhny Novgorod, em Novgorod.

Rússia - Portugal, 26-49.

Ao intervalo: 14-20.

Sob arbitragem do escocês Ben Blain, as equipas alinharam:

 - Rússia: Valeriy Morozov, Shamil Magomedov, Vladimir Podrezov, Evgeny Elgin, German Silenko, Mykyta Bekov, Nikita Vavilin, Viktor Gresev, Konstantin Uzunov, Ramil Gaisin, Andrei Karzanov, Dmitrii Gerasimov, Denis Simplikevich, German Davydov e Nikita Churashov.

Jogaram ainda: Iurii Kushnarev, Shamil Davudov, Evgeny Mishechkin, Magomed Davudov, Vadim Zharkov, Anton Sychev, Stepan Khokhlov e Luc Ivan Brocas.

Ensaios (4): Viktor Gresev (29), Vladimir Podrezov (37), German Silenko (59), Anton Sychev (77).

Conversões (3): Iurii Kushnarev (30, 38, 78).

Treinador: Lyn Jones

 - Portugal: Francisco Fernandes, Mike Tadjer, Anthony Alves, José Madeira, Jean Sousa, João Granate, Rafael Simões, Thibault de Freitas, Samuel Marques, Jerónimo Portela, Rodrigo Marta, Tomás Appleton, José Lima, Raffaele Storti e Nuno Sousa Guedes.

Jogaram ainda: David Costa, Duarte Diniz, Diogo Hasse Ferreira, José Rebelo de Andrade, Manuel Picão, Pedro Lucas, Manuel Cardoso Pinto e Pedro Bettencourt.

Ensaios (6): Tomás Appleton (07), João Granate (16), José Lima (45), Rafael Simões (56), ensaio de penalidade (61), Jerónimo Portela (67).

Conversões (4): Samuel Marques (08, 17, 46, 68).

Penalidades (3): Samuel Marques (03, 32, 50).

Treinador: Patrice Lagisquet

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Nikita Vabvilin (12), José Madeira (26), Nikita Churashov (61) e Duarte Diniz (77).

Assistência: cerca de 1.000 espetadores.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Râguebi

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.