Final de velhos conhecidos na Taça de Portugal

Direito e Agronomia em confronto

Já foi, no final da década passada, um dos desafios mais recorrentes em finais de competições nacionais. Direito e Agronomia voltam esta tarde a encontrar-se num encontro decisivo: a final da Taça de Portugal. E se os agrónomos, que não metem as mãos no troféu desde 2012 – ano em que completaram o inédito ‘tetra’ –, querem destacar-se como o emblema com mais Taças conquistadas, o Direito tem a ambição de igualar o número de títulos do rival e juntar-se ao grupo das nove conquistas, que inclui ainda o Benfica. "Gostamos muito de finais", assumiu Martim Aguiar ao antever o encontro. "Mas não esquecemos que a Agronomia é um clube com tradição nesta prova, embora queiramos igualá-los no número de troféus", admitiu o técnico do Direito.

No entanto, os verde e brancos garantem estar muito motivados, especialmente por o desafio ser contra o ‘arquirrival’ de Monsanto. "Só o facto de podermos alcançar a 10ª Taça da nossa história já é um fator extra de motivação", garantiu João Moura, assegurando que esse "é um sonho" da sua equipa, que se encontra "desejosa de entrar em campo". "É motivante por ser contra o Direito e por termos a hipótese de somar o 10º troféu", explicou o técnico da Tapada da Ajuda.

O encontro disputa-se no Complexo Municipal de Atletismo de Setúbal, às 14 horas. 

Por Sérgio Lopes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Râguebi

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.