Mike Tadjer diz que cancelamento do râguebi francês era esperado

Português alinhava no Clermont, sexto classificado do Top 14

O talonador da seleção portuguesa de râguebi, Mike Tadjer, admitiu esta quarta-feira que a decisão do governo francês de cancelar todas as competições profissionais até setembro já "era esperada" e considerou que "é para o bem de todos".

O lusodescendente, que alinhava no Clermont, sexto classificado do Top 14 no momento da interrupção do primeiro escalão profissional francês, explicou à agência Lusa que a medida já se tornava expectável, "devido ao longo período de confinamento" que se vive em França, e assumiu que as perdas podem ser mais do que financeiras para alguns clubes.

"Não sei exatamente como vai afetar os clubes profissionais, mas é certo que todos os dos Top 14 vão perder dinheiro. Além disso, afeta diretamente aqueles que tinham como objetivo serem campeões e também os da Pro D2 que pretendiam garantir a subida de divisão", comentou o dono de 16 internacionalizações pelos 'lobos'.

Tadjer, que pisou um campo de râguebi pela última vez em 07 de março, em Paris, no encontro entre Portugal e Geórgia a contar para o Europe Championship, assinou, entretanto, por duas épocas com o Montauban, da Pro D2 (segundo escalão profissional), onde espera poder começar a dar o seu contributo já em setembro.

"Penso que esta decisão [do governo francês] não terá impacto no meu futuro profissional, mas veremos o que acontece. Se houver uma recuperação a nível geral, a nova época poderá começar mesmo em setembro", admitiu o jogador de 31 anos.

Lembre-se que o governo francês anunciou na terça-feira o cancelamento imediato de todas as competições desportivas profissionais no país até setembro, medida que afeta os principais escalões competitivos do futebol (Ligue 1 e Ligue 2) e de râguebi (Top 14 e Pro D2).

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Râguebi

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0