Campeonato do Mundo: Trump segue o caminho do 'precipício'

O Mundial de todos os pesadelos

Este é definitivamente um mundial atípico onde os favoritos têm passado um verdadeiro calvário. Judd Trump é a última das deceções: o inglês, que vinha de uma vitória no Open da China, baqueou face ao chinês Liang Wenbo, por 6-3, e amanhã – na segunda e última sessão – terá pela frente uma montanha para escalar, já que tem de ganhar sete dos 10 "frames" possíveis. Menos mal está o também favorito Joe Perry que, após a 1ª sessão, perde por 5-4 frente ao jovem inglês Kyren Wilson.

Outro chinês, Ding Junhui, era claramente o nome mais forte do duelo ante o inglês Martin Gould e passou o cabo das tormentas. O asiático acabou por vencer por 10-8 depois de estar a perder por 8-6, mantendo as esperanças chinesas de ver um compatriota no trono mundial do snooker, algo que seria inédito.

Do dia destacam-se apenas dois resultados "normais". O inglês Barry Hawkins foi eficaz face ao jovem chinês Zhang Anda (10-5), enquanto o norte-irlandês Mark Allen esmagou Mitchell Mann por claros 10-3.

Por Miguel Sancho
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Snooker

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.