Record

Associação Internacional de Surf leva tutela do Stand-Up Paddle ao TAS

Modalidade também é disputada pela Federação Internacional de Canoagem

• Foto: D.R
A Associação Internacional de Surf (ISA) vai recorrer ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) para que fique esclarecido quem tutela a nível mundial o Stand-Up Paddle, modalidade também disputada pela Federação Internacional de Canoagem.

O recurso para o TAS foi esta quarta-feira anunciado pela ISA, que assim vem respaldar a contestação da Federação Portuguesa de Surf (FPS) à anunciada organização em Portugal - em Viana do Castelo e Esposende, de 30 de agosto a 2 de setembro - de um Mundial de Stand-Up Paddle, organizado pela Federação Internacional de Canoagem.

O argentino Fernando Aguerre, presidente da ISA, considera que a iniciativa pretende encontrar "solução que vá de encontro ao melhor interesse dos atletas e do desporto".

Relembra ainda que a ISA e as federações nacionais "investiram considerável tempo e dinheiro", desde 2008, na organização de campeonatos todos os anos, e que essa tutela "tem sido desafiada pela Federação Internacional de Canoagem desde o final de 2016".

Aguerre reforça que tem o apoio da associação de atletas de elite, a APP, e que espera do TAS "uma decisão total e final" sobre a questão.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Surf

Notícias

Notícias Mais Vistas

M