Carolina Santos nos quartos-de-final do Pro Júnior de Espinho

Prova feminina foi a única a ir para a água num dia inaugural com ondas de qualidade

• Foto: Facebook WSL

O Pro Junior Espinho, prova que em 2020 será a única do circuito Pro Júnior Europeu e aquela que vau decidir os campeões europeus juniores da WSL, arrancou esta terça-feira com ondas de potencial, que originaram scores elevados e emoções fortes, num dia em que apenas a prova feminina foi para a água.

Após 12 heats e muitas ondas, foi ao início da tarde que ficaram desde já apuradas as oitos finalistas da prova nortenha, com Carolina Santos a destacar-se como a única portuguesa a conseguir chegar aos quartos-de-final. A surfista da Foz de Arelho mantém-se assim como a grande esperança nacional para suceder a Mafalda Lopes como campeã europeia júnior.  

Na ronda inaugural a armada lusa perdeu o contributo de Maria Silva, Maria Chaves, Benedita Teixeira e Beatriz Carvalho, mas viu Carolina Santos destacar-se com um dos melhores scores do dia, graças a uma onda de 8 pontos e outra de 6,13, o que perfez um total de 14,13 pontos. Carolina venceu o heat 6 com relativa facilidade, tal como Kika Veselko fez no heat 8, com 14,50 pontos (7,67 e 6,83), com Gabriela Dinis a ficar no 2.º posto, com 11,40 pontos.

Carolina, Kika e Gabriela foram assim as únicas surfistas lusas a alcançarem a ronda 2, onde houve tiveram sortes distintas. No heat 3 Carolina Santos conseguiu avançar para os quartos-de-final, depois de ser segunda classificada, com 9,30 pontos, atrás da francesa Juliette Lacome, numa disputa em que Gabriela Dinis ficou no quarto e último posto.

Numa altura em que o mar já não estava tão aliciante como no início do dia, Kika Veselko também acabou por não sair do último posto na última bateria da ronda e do dia. Dessa forma, Carolina Santos ficou sozinha em prova. Agora, nos quartos-de-final terá pela frente a alemã e grande favorita Rachel Presti, que já conta no currículo, por exemplo, com um título mundial júnior da ISA.

Por começar está ainda a prova masculina, onde Portugal conta com 19 surfistas em prova, entre eles nomes como Afonso Antunes, Guilherme Ribeiro, Joaquim Chaves ou Martim Paulino, todos eles candidatos a chegarem longe no evento espinhense. Amanhã deverá ser dia de os melhores juniores europeus entrarem em ação. 

Por João Vasco Nunes
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Surf

Hora da verdade

Frederico Morais, Afonso Antunes, e Vasco Ribeiro lutam pelo título nacional

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.