Challenger Series perde etapa francesa por motivos financeiros

Circuito fica reduzido a sete etapas de qualificação para o CT 2023

• Foto: WSL

A World Surf League anunciou esta sexta-feira o cancelamento do Quiksilver e Roxy Pro France, histórica etapa do sudoeste francês, que atualmente fazia parte do calendário do circuito Challenger Series, depois de vários anos como etapa do CT. Decisão surgiu por mútuo acordo entre a WSL e a Boardriders, organizadora do evento.

A razão apontada para esta drástica decisão foi a falta de viabilidade financeira para realizar o evento. Contudo, a WSL e a Boardriders assumem o compromisso de explorar novas oportunidades para conseguirem trazer este mítico evento europeu de regresso no próximo ano.

O Quiksilver e Roxy Pro France estava programado para acontecer de 12 a 23 de Outubro, em Hossegor, logo após a etapa portuguesa, da Ericeira. Assim, Portugal passa a ter a única etapa europeia das Challenger Series, que vê o calendário reduzido de oito para sete etapas. Cenário confirmado no mesmo comunicado.

"Estamos muito desapontados por anunciar este cancelamento", começou por afirmar o CEO da World Surf League, Erik Logan. "Não estamos aptos para assegurar o apoio necessário para que este evento seja financeiramente sustentável. Apesar deste cancelamento, mantemo-nos comprometidos com a região francesa, a comunidade e os fãs. A França permanece como um palco importante do passado e do futuro do surf. Estamos em negociações para regressar em 2023 e daí em diante", frisou.

Para compensar esta grande baixa no calendário, Jessi Miley-Dyer, responsável dos circuitos da WSL, anunciou que haverá mudanças no processo de qualificação. A partir de agora, apenas vão contar os quatro melhores resultados para as contas do ranking, ao contrário dos cinco inicialmente previstos.

Uma mudança que pode favorecer os surfistas que já contam com resultados fortes, como é o caso de Teresa Bonvalot, atual quarta do ranking feminino, depois de ter vencido uma das três etapas já realizadas, em Sydney. As Challenger Series apuram o top 10 masculino e o top 5 feminino para o CT 2023. 

Por João Vasco Nunes
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Surf

Notícias