"Experiência inesquecível" em piscina de ondas antes da partida para o Mundial de Juniores

Estágio decorreu no País Basco

A Seleção Nacional de Juniores partiu esta quarta-feira para o Mundial na Califórnia, que se disputa em Huntington Beach entre sábado e 3 de novembro. Antes os atletas portugueses estagiaram na piscina de ondas Wavegarden, no País Basco.

"Uma experiência inesquecível", assim se resume a opinião dos 12 surfistas que integram a Seleção Nacional Júnior da FPS.
 
O grupo comandado pelo selecionador nacional David Raimundo deslocou-se até ao País Basco, numa iniciativa da FPS que contou com o apoio do patrocinador oficial Goldenergy, com o objetivo de afinar pormenores técnicos dos surfistas em formação mas, sobretudo, cimentar o espírito de grupo, fundamental numa prova com as características de um Mundial de seleções.

E, de acordo com o David Raimundo, todos os objetivos foram completamente alcançados: "Foi uma experiência incrível. Já tinha conhecimento da onda através de vídeos que fui vendo nos últimos meses, com alguns dos melhores surfistas do Mundo, e não achava que a onda era tão boa e com tanto potencial para trabalhar a técnica dos atletas como se revelou."
 
"Esta piscina dá para ensaiar inúmeras situações. Estivemos aqui quatro horas e cada atleta chegou a apanhar quase 60 ondas...é um mundo novo. O surfista apanha a onda, quando chega ao fim, tem um ecrã onde pode ver a repetição e o treinador pode imediatamente dar o ‘feedback’ e corrigir instantaneamente. Foi também muito bom para estabelecer espírito de equipa. Foi fundamental e saímos daqui mais unidos e preparados para fazer um resultado histórico na Califórnia", explicou o selecionador. 

Jovens surfistas rendidos à onda artificial 

"Foi um dia super divertido, a onda é incrível e desafiante, especialmente a secção de tubo, muito difícil. Acho brutal que a Federação nos tenha proporcionado isto, adoro o grupo que aqui está reunido e só tenho a dizer obrigado. Agora vou para a Califórnia tentar fazer o que não consegui o ano passado. Nessa altura, cheguei à final mas não ganhei. Desta vez, vou para ganhar", afirmou o sub-16 Afonso Antunes.

Também Joaquim Chaves mostrou-se rendido a esta experiência: "Isto é muito louco. Tem ondas mais moles, mais tubulares, mais ‘performance’...Adorava ter uma destas no quintal! Foi um bom ensaio para a nossa jornada no Mundial e saio daqui preparado para tudo e espero só fazer um bom resultado."

Francisca "Kika" Veselko alinhou pelo discurso dos colegas: "Foi lindo! Super divertido, diferente. Nunca tinha visto uma onda assim ao vivo e não houve uma onda em que não estivesse nervosa, ou melhor, ansiosa para surfar. É lindo ouvir o mecanismo, os motores a funcionar e saber que vem aí aquela onda. É bom para treinar tubos, combinação de manobras...só tenho de agradecer à Federação e à Goldenergy pela oportunidade."

Assim foi a experiência de fazer surf numa piscina de ondas: seleção de juniores ficou rendida

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Surf

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.