Frederico Morais segue imparável

Campeão em Santa Cruz, Kikas entrou a ganhar na Caparica. Podia ter entrado na 2.ª etapa do WT

• Foto: David Cabral Santos

Um dia depois de se anunciar como padrinho de uma equipa de jovens promessas apoiada pelo MEO, Frederico Morais viveu uma quinta-feira de emoções fortes.

O cascalense de 27 anos, que em 2018 caiu do circuito mundial mas se mantém como segundo suplente do World Tour, acordou com a notícia de que poderia ter entrado no Rip Curl Pro Bells Beach, na Austrália, 2ª etapa do circuito principal em 2019, uma vez que o norte-americano Griffin Colapinto e o havaiano Sebastian Zietz desistiram horas antes de tudo começar. Só que Kikas estava deste lado do Mundo, a competir no evento de qualificação, a sua prioridade principal esta época, onde tenta requalificar-se.

Depois de ganhar em Santa Cruz de forma emocionante – com uma onda no último minuto – Frederico Morais entrou da melhor forma no Caparica Surf Fest e avançou para a ronda 5 da prova após ganhar o seu heat da quarta eliminatória. Em condições de mar difíceis, não foi possível ‘sacar’ grandes scores, mas os 10,70 que somou foram suficientes para bater a concorrência do chileno Manuel Selman (9,83), do norte-americano Kade Matson (8,83) e do espanhol Andy Criere (8,04).

Hoje (ao que tudo indica), na ronda 5, Kikas vai competir em novo heat de quatro surfistas (passam dois) diante do brasileiro Luel Filipe e dos franceses Charly Martin e Nomme Mignot.

Mas Morais não é o único português ainda em prova – nem na luta por um lugar no World Tour do próximo ano. Vasco Ribeiro já estava apurado para a ronda 5 desde anteontem e Miguel Blanco, campeão nacional de 2018, fez o mesmo ontem, ao ser segundo no seu heat da 4ª ronda com um total de 9,93 pontos. O jovem luso ficou atrás do francês Charly Martin, mas bateu os brasileiros Flavio Nakagima – um dos melhores amigos do campeão mundial Gabriel Medina – e Kim Marcondes.

Nas senhoras, as prova conta ainda com cinco portuguesas: Teresa Bonvalot, Carol Henrique, Camila Kemp, Mafalda Lopes e Yolanda Hopkins lutam hoje por um lugar nos quartos-de-final. A prova feminina entrega menos pontos (1.000) do que a masculina (3.000).

Por José Morgado
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Surf

Notícias

Notícias Mais Vistas