Frederico Morais: «Surfei como se estivesse a precisar de um 10»

Português venceu duelo emotivo frente ao brasileiro Filipe Toledo

No final da bateria em que Frederico Morais bateu o brasileiro Filipe Toledo, garantindo a passagem aos quartos-de-final do Rip Curl Narrabeen Classic, o surfista português estava visivelmente satisfeito, mas também cansado após um duelo muito emotivo e em que tudo foi decidido nos últimos segundos.

"Soube muito bem esta vitória", começou por dizer Kikas. "Estou muito cansado. Sabia que ia ser um heat difícil. O Toledo colocou aquela onda já no final e eu fui atrás e tentei colocar algo também importante a contar. Estou feliz pela forma como geri o heat, pela estratégia que usei e pela forma como surfei", frisou o surfista de Cascais, após dominar grande parte da bateria contra um dos crónicos candidatos ao título mundial.

Convidado a comentar a última onda da bateria, que viria a ser determinante para o triunfo, Frederico revelou que sabia que tinha de dar tudo. "Na última onda surfei como se estivesse a precisar de um 10. Por um lado não podia cair, mas por outro sabia que tinha de dar 100 por cento. Vi as primeiras manobras do Filipe na onda da frente, vi que ele estava a levantar muita água e percebi logo que tinha de responder com algo. Consegui um bom score e fiquei feliz por isso", assegurou.

No final da entrevista que foi concedida logo à saída de água e ainda a recuperar o fôlego, Frederico Morais teve ainda oportunidade de agradecer o apoio, após este que foi o segundo triunfo em oito embates frente a Toledo. "Muito obrigado à minha família, a todos os que estão acordados a ver e aos portugueses em geral. Vamos com tudo para os quartos-de-final", rematou Kikas.

Por João Vasco Nunes
3
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Surf

Notícias