Record

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

Gabriel Medina e Carissa Moore regressam aos triunfos em Margaret River

Ranking mundial é liderado por João Chianca e Tyler Wright

• Foto: WSL
Gabriel Medina e Carissa Moore conquistaram, esta sexta-feira, o triunfo no Margaret River Pro, quinta etapa da temporada 2023 e a última da primeira metade da temporada. Resultados que fazem com que o brasileiro João Chianca e a australiana Tyler Wright saiam do oeste australiano na liderança do ranking mundial.

Após vários dias de pausa, à espera do regresso de condições ideais para finalizar o evento, a ação retomou com os quartos-de-final masculinos, onde Medina superou o compatriota e campeão mundial em título Filipe Toledo. Nas meias-finais houve novo duelo canarinho, desta vez frente ao líder mundial João Chianca, novamente com Medina a sair vencedor.

Já na final, o tricampeão mundial teve pela frente o norte-americano Griffin Colapinto, que vinha de um triunfo convincente nas meias-finais frente a John John Florence. Mas Medina não deu qualquer hipótese ao adversário e venceu com um score de 17,50, contra 12,27. Sem vencer qualquer etapa há praticamente dois anos e depois de não ter conseguido ainda passar dos oitavos-de-final na presente temporada, Medina quebrou, assim, o longo jejum de vitórias.

Com este triunfo, Gabriel Medina subiu ao 7.º posto do ranking, estando ainda a cerca de 3 mil pontos de entrar no top 5 que dá acesso à finalíssima de disputa pelo título mundial. Na frente das contas, o jovem João Chianca abriu distância para a concorrência mais direta, tendo já 2680 pontos de avanço para o segundo classificado, o compatriota Filipe Toledo. O australiano Jack Robinson, mesmo estando lesionado, segue no 3.º posto, enquanto Griffin Colapinto é 4.º e o australiano Ethan Ewing fecha o top 5.

No lado feminino a luta foi renhida até final, com Carissa Moore a vencer a wildcard local Bronte Macaulay nas meias-finais, enquanto Tyler Wright superou a norte-americana Caroline Marks. Já com a subida ao top do ranking garantida, Wright entrou na final a poder distanciar-se ainda mais da concorrência, mas Moore tinha outras ideias e carimbou o triunfo, com 11,10 pontos, contra 9,17 da australiana.

Foi o segundo triunfo da temporada para a campeã olímpica e cinco vezes campeã mundial, depois de ter começado a vencer na etapa de Pipeline, no Havai. Uma vitória que permite a Carissa subir ao 2.º posto do ranking, a pouco mais de 2 mil pontos de distância de Wright. Já a jovem Molly Picklum caiu da liderança para a 3.ª posição. As norte-americanas Caroline Marks e Caitlin Simmers fecham o top 5.

Terminada a perna australiana do circuito mundial, o Tour segue para o Surf Ranch, piscina de ondas desenvolvida por Kelly Slater. A etapa californiana acontece no final de Maio e marca o arranque da segunda metade da temporada, já com a redução de surfistas em prova – 24 no lado masculino e 12 no feminino.
Por João Vasco Nunes
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Surf

Notícias