Miguel Blanco e Yolanda Sequeira coroados no Portugal Surf Awards

Ex-surfista Tiago Pires recebeu o Prémio Carreira e a seleção nacional foi distinguida como Personalidade do Ano

• Foto: Twitter

Miguel Blanco e Yolanda Sequeira foram, este sábado, coroados campeões nacionais no Portugal Surf Awards, que decorreu em Cascais, enquanto o ex-surfista Tiago Pires recebeu o Prémio Carreira e a seleção nacional foi distinguida como Personalidade do Ano.

Um dia depois de confirmar a revalidação do título de campeão nacional, o surfista do Estoril Praia, de 23 anos, venceu hoje o Bom Petisco Cascais Pro, a última etapa da Liga MEO Surf 2019, disputada na praia de Carcavelos, e que conquistou o prémio de evento do ano.

"Estou muito feliz por me ter sagrado bicampeão nacional. É um dia muito especial, por ter ganho a última etapa e ter chegado ao final de um ano, tão longo, com tantas competições e em que comecei um pouco atrás na tabela, a precisar de um bom resultado, e conquistar o título nacional", admitiu o jovem, defendendo ter sido "um ano brilhante, em termos de ondas e nível competitivo elevado".

Ao contrário de Blanco, a algarvia Yolanda Sequeira, de 21 anos, estreou-se a vencer o título de campeã nacional, depois de ter disputado as seis finais do circuito nacional de surf e de ter ganho três, um ano após ter vencido a sua primeira etapa na Liga MEO Surf.

"A primeira vez que participei nesta cerimónia foi há um ano e chegar hoje aqui como campeã nacional é incrível. Foi uma viagem incrível. Isto demonstra a todos que se trabalhar forte, treinar todos os dias e acreditar, dando tudo, chegamos todos lá. Há um ano e meio não era ninguém, estava a perder nos quartos de finais e oitavos de final, e este ano ganhei o campeonato nacional", defendeu Yolanda Sequeira, que havia confirmado o título no Miss Activo Cup, na Costa Nova, em Ílhavo.

Além de Miguel Blanco e Yolanda Sequeira, Teresa Bonvalot, vice-campeã nacional, foi uma das atletas que mais se distinguiu no Portugal Surf Awards, ao receber o prémio Allianz Triple Crown, da melhor onda do ano, e ser distinguida pelas adversárias com o prémio Surfers' Surfer. Nesta categoria, mas na vertente masculina, o vencedor foi o vice-campeão nacional, Tomás Fernandes, que venceu ainda o prémio Most Improved Surfer.

Destaque ainda para o Prémio Carreira, que foi entregue a Tiago Pires, o primeiro surfista português a qualificar-se para a elite mundial de surf, e também para o Prémio Personalidade do Ano, entregue à seleção nacional, depois da recente conquista de uma vaga olímpica nos Jogos de Tóquio'2020. Já a Federação Portuguesa de Surf, recebeu o prémio Praia Limpa da Fundação Altice.

Entre os mais jovens, Guilherme Ribeiro foi agraciado com o Prémio Santander Award, a par de Matilde Passarinho, um novo galardão que premeia a performance competitiva e escolar dos surfistas pré-universitários, e distinguido como o melhor júnior da Liga MEO Surf, tal como Mafalda Lopes.

Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Surf

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.