Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

Peruano e canadiana garantem vaga para Paris através dos Pan-Americanos

Lucca Mesinas repetiu feito que já tinha conseguido para Tóquio

• Foto: WSL

O peruano Lucca Mesinas e a canadiana Sanoa Dempfle-Olin carimbaram, esta segunda-feira, a qualificação para os Jogos Olímpicos de Paris’2024, depois de terem garantido as vagas especiais em jogo nos Jogos Pan-Americanos 2023, que se estão a realizar em Santiago, no Chile.

Mesinas, de 27 anos, conseguiu repetir o feito obtido nos Jogos Pan-Americanos de 2019, quando se tornou no primeiro surfista a garantir vaga para Tóquio’2020, naquela que foi a estreia olímpica do surf.

Quatro anos volvidos, o surfista peruano, que pelo meio teve uma fugaz passagem pelo World Tour, voltou a segurar a medalha de ouro nos Pan-Americanos e a respetiva vaga olímpica. Na final disputada nas ondas de Punta de Lobos, Mesinas foi mais forte que o venezuelano Francisco Bellorin, com 13,16 pontos contra 9,10.

Na prova feminina a medalha de ouro foi para a brasileira Tatiana Weston-Webb, que já estava qualificada para Paris’2024 pelo circuito mundial. Dessa forma, a vaga sorriu à canadiana Sanoa Dempfle-Olin, finalista vencida em Punta de Lobos. No duelo decisivo, Weston-Webb somou 12,33 pontos contra 10,13 da adversária.

A vaga da jovem surfista canadiana foi garantida logo após o triunfo sobre a costarriquenha Leilani McGonagle, que tinha sido olímpica em Tóquio, no duelo pela passagem à grande final.

Desta forma, Mesinas e Dempfle-Olin garantiram vaga para a prova olímpica de surf, que vai ter lugar nos temidos tubos de Teahupoo, na Polinésia Francesa (Taiti), em pleno Oceano Pacífico, a muitos quilómetros de distância de Paris, sede das olimpíadas do próximo ano.

Por João Vasco Nunes
1
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Surf

Notícias