Piscina de ondas de Melbourne vai receber etapa do QS australiano

Primeira prova da história deste circuito em ondas artificiais

• Foto: WSL

É já dentro de um mês, a 10 de Dezembro, que vai ser feita história no surf mundial, com o WQS a receber a primeira prova de sempre realizada numa piscina de ondas artificial. Dois dias após o comunicado da WSL a anunciar a abertura dos circuitos secundários a novas tecnologias de ondas artificiais, é anunciado o primeiro evento deste género, que vai ter lugar na URBNSURF em Melbourne.

A piscina de ondas que tem a tecnologia Wavegarden Cove, uma versão aperfeiçoada da onda criada há vários anos pela empresa basca, será, assim, palco do Rip Curl Pro URBNSURF, um QS1000 que vai acontecer num formato de apenas um dia, com as finais marcadas para as 18 horas locais.

Em prova estarão 40 surfistas na prova masculina e mais 40 surfistas na prova feminina, com um prize-money de 20 mil dólares em cima da mesa. As inscrições já estão abertas, com alguns nomes conhecidos do surf australiano já inscritos, como os jovens Xavier Huxtable e Willow Hardy ou a experiente Philippa Anderson. Embora a adesão ainda seja curta, até dia 22 de Novembro mais nomes se podem juntar à lista de inscritos.

A prova poderá ser acompanhada in loco, com os bilhetes a estarem à venda no valor de 10 dólares. O comunicado confirma, igualmente, que o evento terá transmissão no site, redes sociais e aplicações da WSL. Além disso, paralelamente, irão acontecer concertos e outras atividades.  

"A WSL está muito entusiasmada por trabalhar em parceria com a URBNSURF na criação deste QS1000. Este é um evento para os nossos membros e para os fãs. É uma infraestrutura incrível e única que oferece uma excelente oportunidade de realizar um campeonato do WQS em apenas um único dia. É o primeiro evento da história do circuito QS neste tipo de ondas, por isso estamos ansiosos para ver como vai correr", frisou Andrew Stark, CEO da WSL Australásia e Pacífico.

Depois de as ondas artificiais terem chegado ao circuito mundial através da etapa no Surf Ranch de Kelly Slater, agora os circuitos secundários também estão abertos a receber provas em outras tecnologias de ondas artificiais. Além do WQS, também o Pro Júnior e longrboard poderão ter também provas em ondas artificiais num futuro próximo.

Por João Vasco Nunes
1
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Surf

Notícias